This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sábado, abril 01, 2017

    Loucura, loucura




    (Novo Hamburgo - RS) 
    para ver outras charges
    clique em marcadores: charges

    pela cochlea: Andreas Scholl - Bach: St. Matthew Passion - Matthäus-Passion - BWV 244 ...

    Primeiro de Abril no Jaburu


    (Joinville, SC)

    Marcadores: ,

    Do que adiantou eu ensinar ela a sonhar?



    "Hoje foi executada com três tiros, pela Polícia Militar, um na cabeça, um na nuca e outro nas costas, uma menina de 13 anos. Dentro da escola, em aula. Não é a primeira e não será a última. Morreu com black na cabeça, camisa e bermuda do uniforme da prefeitura do Rio de Janeiro, e um tênis rosa. Sem mochila ou celular, pois estava indo beber água. Jogava volei, ganhou por isso uma bolsa para ir para um colégio particular como aluna atleta, como diversos outros alunos do colégio conseguiram. Fruto de um trabalho maravilhoso dos professores de Educação Física, a menina começou a ter sonhos. O colégio foi o melhor da CRE, venceu jogos e campeonatos contra colégios particulares, trouxe 9 medalhas das 10 modalidades que participou no ano passado. Foi o destaque. Ela era da equipe. Mas, morreu.

    Com ela morreram seus sonhos e a esperança de diversas outras crianças, que experimentaram hoje o ódio e o desejo de vingança pela covardia sofrida. Todo trabalho de 6 anos do colégio na comunidade, todo o trabalho de 3 anos da equipe de Educação Física e Direção, toda credibilidade que tinham, morreram ali."


    leia mais  no post via THAIS LINHARES 

    Capa do Extra


    sexta-feira, março 31, 2017

    Hieronymus Bosch's Medieval Painting, "The Garden of Earthly Delights," Comes to Life in a Gigantic, Modern Animation

    http://www.openculture.com/2016/11/hieronymus-boschs-medieval-painting-the-garden-of-earthly-delights-comes-to-life-in-a-gigantic-modern-animation.html


    "These characters, once precisely painted dream figures, are now digitally created 3D models. All of them have been given their own animation loop to wander through the landscape. By placing them altogether in this synthetic fresco, the picture is never the same. What the animation and Bosch’s triptych have in common is that you’ll hardly be able to take it all in, you can watch it for hours."

    see it here 

    Hieronymus Bosch's Medieval Painting, "The Garden of Earthly Delights," Comes to Life in a Gigantic, Modern Animation | Open Culture

    Alguém aí falou em queda de Temer?






    (São Paulo - SP)
     
     quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea:: Ray Charles - Hit The Road Jack (Original)

    Será que vai chover?


    (Rio de Janeiro, RJ)
     
     clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Documentos da censura oferecem nova leitura sobre relação entre ditadura e samba



    "Quando submeteram o samba à censura, receberam um veto com a seguinte justificativa: “Conteúdo que permite lembrar a situação social do negro em nossa história: racismo”. O documento, que só agora vem à público, em meio ao acervo da ditadura militar que está sendo digitalizado pelo Arquivo Nacional até o final do ano — projeto iniciado em 2015 e que tem o financiamento do BNDES —, é um dos muitos que provam como o negro e qualquer menção à sua situação social foram temas silenciados no período.

    — Essas descobertas nos permitem não somente historiar o samba e a cultura negra e sua relação com o Estado e os censores durante o período militar de uma forma jamais vista, mas também nos possibilitam uma releitura instigante e reforçam a ideia de como o samba e a cultura negra têm sido silenciados e historicamente branqueados antes e durante a época do Estado Novo e do regime militar"

    leia reportagem de MARIANA FILGUEIRAS


    quinta-feira, março 30, 2017

    Guardanapo Terceirizado





    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges

    Singer, musician, sex offender: let’s remember the whole Chuck Berry | Opinion | The Guardian





    "In 1959 Berry was arrested for taking a 14-year-old girl, Janice Escalanti, across state lines for “immoral purposes”, a crime for which he eventually served two years in prison. But that was almost 60 years ago, some might say: different time, different morals! Well, kinda. That he was then accused of installing a video camera in the ladies’ toilet of his Missouri restaurant is less easy to jazz hands away, given that it happened in the not wildly distant year of 1989. After tapes from this camera were found in Berry’s home, he was given a suspended sentence and settled a class action with 59 women."

    read article by Hadley Freeman​

    Singer, musician, sex offender: let’s remember the whole Chuck Berry | Opinion | The Guardian

    quarta-feira, março 29, 2017

    Crayola is killing off a crayon and WTF does it think it's doing right now?


    .


    "Handing out free art supplies? Organizing the world's largest craft mob™? NOPE. For the first time in over one hundred years, Crayola decided it's time to retire a color from its classic, iconic 24-count box of crayons.

    Do we really need this added drama in our lives right now, Crayola?"


    read more> 

    Crayola is killing off a crayon and WTF does it think it's doing right now?:

    Climate Change


    (Salvador, BA)
    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    A fama da carne brasileira




    (Rio de Janeiro, RJ)
      
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea:> Ana Tijoux - Sacar La Voz (ft. Jorge Drexler)



    Tengo el amor olvidado cansado agotado,
    Agotado al piso cayeron
    Todos los fragmentos que estaban quebrados
    El mirar encorvado el puño cerrado
    No tengo nada pero nada suma en este charco
    Mandíbula marcada palabra preparada
    Cada letra filada está en la cresta de la oleada
    Sin pena ni gloria escribir esta historia
    El tema no es caer levantarse es la victoria
    Venir de vuelta abrir la puerta está resuelta estar alerta
    Sacar la voz que estaba muerta y hacerla orquesta
    Caminar seguro libre sin temor respirar y sacar la voz

    Kindle provoca João Doria em primeiro filme no Brasil


     doria kindle amazon campanha brasil

    "A Kindle acaba de investir em campanha publicitária especialmente para o Brasil. Para promover a nova versão do aparelho no país, a marca usou como mote a polêmica da Cidade Linda, de João Doria, e mesclou o tema com frases marcantes da literatura mundial. A ação parece não ter agradado os internautas, que criticaram a marca pelo posicionamento político e por resumir o Brasil a São Paulo.

    O vídeo de um minuto intitulado “Kindle #MovidosPorHistórias” começa com uma questão: “Cobriram a cidade de cinza?”, questiona a marca. Em seguida, trechos de obras aparecem como projeção nos muros pintados por Doria. As regiões escolhidas são características como a Avenida 23 de Maio, o túnel Anhangabaú, a escadaria da Praça Roosevelt e o chamado túnel da Avenida Paulista."

    leia a reportagem de Nathalia Carvalho

    Kindle provoca João Doria em primeiro filme no Brasil | Portal Comunique-se

    Globo, Lula, Temer, Aécio e Dilma: somos todos Friboi


     Workers take a rest at the entrence of JBS-Friboi chicken processing plant, in Samambaia, Federal District, Brazil on March 17, 2017.<br /><br /><br /><br /><br />
Brazilian Federal police have dismantled, after two years of running the "weak flesh" operation, a vast network of adulterated food, involving major meat processing plants and inspectors who accepted bribes to approve products in bad condition for domestic consumption and exportation.  / AFP PHOTO / EVARISTO SA        (Photo credit should read EVARISTO SA/AFP/Getty Images)
     
    "Entre os investimentos em publicidade feitos recentemente pelas duas gigantes alimentícias estão os cachês dos globais Fátima Bernardes, Tony Ramos, Ana Maria Braga e do casal Angélica e Luciano Huck. Também conta com um especial publicitário no canal GShow e a campanha “Academia da Carne por Friboi”, que inseriu merchandising nos programas “Mais você”, “Encontro”, “Malhação” e “É de casa”."

    Agora que a polêmica se instaurou, gerando críticas às empresas e àqueles que recebiam dinheiro delas — sejam políticos, sejam celebridades — a estratégia está sendo limpar a imagem geral. Na Globo, foi usado o espaço da propaganda entre blocos da novela das 21h, veiculado depois em outras redes de TV aberta, para as empresas começarem a divulgar seus comunicados institucionais em resposta à operação. Textos também foram divulgados em veículos impressos.

    Na política, a defesa contou com figuras do governo, como Temer e Maggi, dizendo que a operação não pode sujar a imagem do agronegócio brasileiro. "

    mais na reportagem de Helena Borges​>
     
    Globo, Lula, Temer, Aécio e Dilma: somos todos Friboi:

    pela cochlea>>> of Montreal - Bassem Sabry



    People disappear on the wrong side of this revolution
    When they resurface, there's a black hole in their skull
    People disappear on the wrong side of this revolution
    When they're returned, all their childhood memories are dead

    I've never follow no kind of master's voice
    The mutinous tramp of cult vulture crucifixion is my conduit

    Pergunte-me como




    (Rio de Janeiro, RJ)
    para ver outras charges
    clique em marcadores charges

    Marcadores: ,

    Esqueça Cabral, Pezão e Cunha, quem manda no Rio de Janeiro é Picciani





    "Não é a primeira vez que empresas da família Picciani são citadas em investigações. No ano passado, foi revelado que a Tamoio Mineração, uma pedreira que também é dos Picciani, assinou sociedade com um defunto. A empresa foi uma das fornecedoras das obras do parque olímpico do Rio e da via expressa Transolímpica, ambos construídos na época em que Rafael era secretário municipal de transportes."

    ler reportagem de Helena Borges​

    Esqueça Cabral, Pezão e Cunha, quem manda no Rio de Janeiro é Picciani

    Delatores da Lava Jato: penas menores do que o previsto e patrimônio mantido


     


    "Enquanto presos comuns se amontoam em cubículos, empresários, diretores e doleiros que firmaram acordos de colaboração premiada com a Justiça no âmbito da Operação Lava Jato vivem uma realidade bem diferente. Responsáveis por desvios milionários, pagamentos de propina a agentes públicos, lavagem de dinheiro, formação de cartel entre outros crimes que lesaram os cofres públicos, eles negociaram com o Ministério Público Federal acordos nos quais puderam manter parte do patrimônio obtido muitas vezes de forma ilegal, além de terem as penas reduzidas além do que prevê a lei de colaborações. Hoje muitos estão em coberturas de luxo e condomínios abastados cumprindo suas penas."

    leia reportagem e GIL ALESSI 

    Delatores da Lava Jato: penas menores do que o previsto e patrimônio mantido | Brasil | EL PAÍS Brasil

    terça-feira, março 28, 2017

    Trump vs o ambiente




    (Recife, PE) 
     
    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Via iris: LA PAZZA GIOIA - dir Paolo Virzi, rot Virzi & Francesca Archiburgi, Italia, 2016


    Quando cheguei naquele hospício conheci duas mulheres. Uma, rica, bem conectada, que fantasia essas conexoes em formas ainda mais mirabolantes, assumindo identidades do momento. Outra, recolhida, machucada, quieta, sofrida. Não ficaram por lá muito tempo. Logo fugiram e meteram o pé na estrada.

    Bom filme narrando as estripulias desta estranha amizade pelo interior da Itália, numa comédia com tons de crítica social. Outro lance interessante é ficar pescando suas multiplas referencias (Thelma & Lousie, Amarcord, Le Roi du Couer, etc).

    What do many lone attackers have in common? Domestic violence




    "And yet this is almost never discussed, because there is no political capital to be gained by suggesting warped masculinity might be more to blame than Muslims. After all, domestic violence is a problem that spans cultures, and if President Trump were to try to ban men accused of domestic violence from entering America instead of Muslims, he would lose some major figures in his own White House. Steve Bannon was charged in 1996 with domestic violence, battery and trying to dissuade the victim – his wife, in other words – from testifying

    The case was dropped when she didn’t turn up to court, and she later testified that Bannon had ordered her to leave town. Bannon denied the accusations. Trump chose Andrew Puzder to be his labor secretary, but Puzder withdrew his nomination last month, in part because of long-standing allegations from his ex-wife that he had physically abused her. Puzder denies the charges. Then there is Trump himself, who, according to 1990 sworn divorce deposition by his first wife, Ivana, tore out a handful of her hair and raped her because he was so furious that his “scalp reduction” operation had been more painful than she’d promised. Trump has always denied these allegations – both the abuse and that he had a scalp reduction operation – and Ivana later said she didn’t mean rape “in a literal or criminal sense”. But no one could explain away the tape in which Trump bragged about grabbing women “by the pussy”.

    readthe article by HADLEY FREEMAN >>

    What do many lone attackers have in common? Domestic violence | Hadley Freeman | Opinion | The Guardian

    Pagando o pato




    (Santo André, SP)
    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    O escritor que imaginou Trump em 1935


       

    "A literatura pode antecipar a história? Isso é o que parecem pensar as pessoas que depois do dia de eleição esgotaram os exemplares de 1984, o romance distópico de George Orwell. Mas também aqueles que acreditaram encontrar uma antecipação de Trump no romance de Sinclair Lewis It Can’t Happen Here (Isso não pode acontecer aqui) –publicado em 1935, ou seja, 11 anos antes do nascimento do atual presidente–, cujo tema é a criação de um Estado fascista nos Estados Unidos.

    It Can’t Happen Here apresenta desconcertantes paralelos com a situação atual: em um Estados Unidos profundamente afetado pela Crise de 1929, surge a figura do senador Berzelius Buzz Windrip. Windrip chega à Convenção de seu partido (no caso, o Democrata) como outsider, mas se impõe aos outros pré-candidatos graças às suas habilidades sociais (“era um viajante incansável, um orador agitado e divertido, um bom adivinho das doutrinas políticas que agradariam as pessoas”, descreve Lewis) e uma retórica inflamada cujos temas principal são a reparação das supostas humilhações históricas às quais teriam sido submetidas as classes mais baixas do país, a luta contra o desemprego e a expulsão de imigrantes (“tanto os judeus quanto os espaguetes, os desgraçados do leste da Europa e os chinesinhos”, diz um de seus parceiros); seu programa é o da restituição de uma moralidade norte-americana supostamente ameaçada pela obtenção de direitos por parte das mulheres, pela organização sindical dos trabalhadores, pela redução dos orçamentos militares e pelo fim da escravidão: ou seja, tornar a “América grande novamente”. Assim como Trump, Windrip tem um “satânico secretário”, Lee Sarason (um proto Steve Bannon), “cérebro por trás de um sucesso”, cuja explicação também deve ser buscada no apoio dos fundamentalistas religiosos à sua candidatura e em seu uso dos novos meios de comunicação de massa, com o rádio ocupando aqui o lugar do Twitter"

    leia mais no texto de Patricio Pron

    O escritor que imaginou Trump em 1935 | Cultura | EL PAÍS Brasil

    Vera Lynn, 100, Becomes Oldest Artist With Top 10 Album, Outsells Depeche Mode


     


    "Dame Vera Lynn, 100, has written herself into the record books as the oldest living artist to score a Top 10 album. The veteran singer, who has just become a centenarian, has outsold Rag’n’Bone Man and Depeche Mode on the charts just released in her native U.K.

    The “Forces’ Sweetheart” lands at No. 3 with 100 (Decca), being outsold only by Ed Sheeran and Drake."


    Vera Lynn, 100, Becomes Oldest Artist With Top 10 Album, Outsells Depeche Mode

    March 28, 1941: Virginia Woolf’s Suicide Letter and Its Cruel Misinterpretation in the Media – Brain Pickings



    On March 28, 1941, shortly after the devastating dawn of WWII, Virginia Woolf (January 15, 1882–March 28, 1941) filled her overcoat pockets with rocks and walked into the River Ouse behind her house never to emerge alive. A relapse of the all-consuming depression she had narrowly escaped in her youth had finally claimed her life. She left behind a remarkable body of work — from her poignant diaries to her magnificent essays to her little-known children’s books to “the longest and most charming love letter in literature” — and a cohort of heartbroken friends, but the most stirring thing she left behind was her suicide letter to her husband Leonard:

    March 28, 1941: Virginia Woolf’s Suicide Letter and Its Cruel Misinterpretation in the Media – Brain Pickings

    segunda-feira, março 27, 2017

    Terceirização de segunda




    (Novo Hamburgo - RS) 
    para ver outras charges
    clique em marcadores: charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea; LOVEY DOVEY.NORTHERN SOUL - BUNNY SIGLER



    Well, you're the cutest thing that I did ever see
    I really love your peaches, want to shake your tree.
    Lovey dovey , lovey dovey all the time
    Lovey dovey, I can't get you out of my mind.

    Vem pra rua vazia





    (Vila Velha, ES)
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    “De quem é a Patagônia?”: Tensão cresce entre indígenas e latifundiários no paraíso argentino











     Um 'gaucho' na fazenda Leleque, propriedade da Benetton.

     Soraya Maicoño, porta-voz dos mapuches de Vuelta del Río.


    leia a reportagem de CARLOS E. CUÉ

    “De quem é a Patagônia?”: Tensão cresce entre indígenas e latifundiários no paraíso argentino 
    | Internacional | EL PAÍS Brasil

    fotos de MARIANA ELIANO

    Uma cronica visual de 300 desenhos: IMS inaugura exposição sobre J. Carlos



    " Na primeira metade do século XX, com a fotografia ainda parcamente utilizada na imprensa, e geralmente muitas vezes com borrões imprecisos, caricaturistas e chargistas cumpriam o papel de traduzirem com seus traços fatos e costumes da época. José Carlos de Brito Cunha (1884-1950), o J. Carlos, foi um dos maiores deles — em 49 anos de atividade, iniciada em 1902, quando publicou no “Tagarela”, semanário de Raul Pederneiras. Caricaturista histórico, produziu mais de 50 mil desenhos, vistos em revistas como “Careta”, “O Malho” e “Para Todos”. Através deles, comentou temas tão diversos, desde trânsito no Rio em vias de virar metrópole às guerras que assolavam a Europa — sem falar nos desenhos dirigidos a crianças. Uma parte reduzida, mas ainda assim bastante expressiva desse material, pode ser vista a partir de hoje no Instituto Moreira Salles na exposição “J. Carlos: originais”.
     
     

    Imigrantes




    (Vila Velha, ES)
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea> Eric Clapton, Stevie Ray Vaughan, Buddy Guy, Jimmie Vaughan, Robert Cray...

    Já ouviu falar em terceirização?





    (Novo Hamburgo - RS) 
    para ver outras charges
    clique em marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Brasil é o país em que o presidente é produtor oficial de notícias falsas


    "O “ministério de técnicos”, a “recuperação da moralidade pública”, a “retomada do crescimento ainda neste ano” (de 2016!), e tantas balelas mais, formam uma estrada imoral de mão única. Na qual foi erguido há pouco um monumento à indignidade. Recusar-se a reconhecer uma autoria legítima é uma usurpação, seja ou não em proveito próprio. No caso, era.

    Michel Temer saiu-se com a bobagem de que “a paternidade da transposição do São Francisco é do povo brasileiro”. Sua forma de negar a autoria de Lula, em áspera batalha técnica e de comunicação, e a difícil continuidade assegurada por Dilma. Citou valores errados, sempre em seu favor. E inventou a entrega de 130 mil cisternas.

    Para breve comparação: Tereza Campello entrou calada no governo Dilma, permaneceu muda e, no impeachment, saiu em silêncio sobre seu papel no governo. Mas, entre outros êxitos incomuns, fez construir e instalar no Nordeste cerca de um milhão de cisternas.

    Por isso a recente seca, brutal, não provocou o abalo e os demais efeitos das secas equivalentes. Observação de valor especial nestes tempos: tamanha obra sem que houvesse sequer vestígio de escândalo, na atividade que mais produziu corrupção e escarcéus na história do Nordeste."


    leia a coluna de  JANIO DE FREITAS

    Brasil é o país em que o presidente é produtor oficial de notícias falsas | Solda Cáustico:

    domingo, março 26, 2017

    Alone in the Wild for a Year, TV Contestants Learn Their Show Was Canceled


    "

    The remaining contestants on a reality television series have emerged after surviving 12 months in the Scottish wilderness — fending off hunger, infighting and fatigue — only to learn that the show stopped broadcasting after four episodes, the last of them in August.
    The show, “Eden,” was billed as a unique social experiment in which 23 men and women living in isolation “would take on the challenge of building a new life and creating a society from scratch,” according to a statement promoting the show.
    The contestants were taken to a 600-acre estate on the remote Ardnamurchan peninsula on the west coast of Scotland, which is known for its forests, lochs and beaches.
    But “Eden” proved to be anything but paradise."

    READ MORE

    Podres


    (São Paulo - SP)
     quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    O BOLO EMBATUMOU: NÃO VALE MAIS A PENA ESTIGMATIZAR OS "COXINHAS"


    DE MARINGONI

    Depois do fiasco das manifestações deste domingo (26), arrisco um palpite: a conjuntura parece estar mudando. Neste cenário, é importante parar de estigmatizar os chamados "coxinhas". Boa parte deles pode mudar de lado, na dinâmica da luta política.
    Não é ingenuidade. Explico.

    A possível virada dos ventos deve ser entendida pelo conjunto de uma obra que veio a público há menos de quinze dias. As manifestações nacionais contra a reforma da Previdência - essas sim, de êxito retumbante! - na semana anterior e o aluvião humano que cercou Lula em Monteiro (PB), no domingo (19), mostram que gente há anos ausente das ruas decidiu deixar a passividade de lado.
    Mesmo em redutos exclusivos da classe média remediada, como o Lollapalooza, as manifestações em favor do ex-presidente acendem uma luz amarela para o Planalto.

    Some-se a isso a aparente vitória de Pirro que representou a aprovação da terceirização, na noite da quarta (22). Ali, a arrogância e a soberba dos dirigentes da base governista chegou ao auge. Avaliaram poder aprovar qualquer barbaridade "sem conversar com ninguém", como declarou há dias o inimitável Romero Jucá.

    A ação parlamentar do golpe pode ter batido no teto. Caiu substancialmente o número de deputados favoráveis às reformas. Eram 359 governistas na aprovação da PEC 241/55, em outubro. Agora, apenas 231 parlamentares apertaram o "sim" da terceirização.

    A violência da medida é tão grande e suas consequências no desarranjo da convivência social são tão devastadoras que até o capital hesita sobre o passo seguinte. Editoriais e reportagens da imprensa econômica registram essa ambiguidade.

    Como diz Artur Araújo , caiu a ficha da classe média. Michel Temer lhe aplicou um tremendo estelionato político, ao garantir que o pós-PT geraria tempos de bonança e felicidade. O golpista não aprendeu nada com o estelionato eleitoral de Dilma, em 2014; o povo não gosta de se sentir enganado.

    É bem provável que a massa que acorreu às ruas há um ano, vestida de verde e amarelo e seguindo patos e lobões, agora esteja amuada e arrependida até os dentes pelo inferno que ajudou a montar. Bobamente serviu de massa de manobra para um governo que lhe retira a aposentadoria e tolhe a possibilidade de ascensão social de sua prole, via fim dos concursos públicos.

    Com a base social do golpe paralisada, me parece que a pior viagem é seguir estigmatizando os "coxinhas". Cobrar deles uma conta que não podem pagar pode desopilar o fígado da esquerda, diante da derrota que representou o impeachment.

    Esse setor de classe média pode ser atraído ou permanecer neutro nas movimentações contra as reformas. Boa parte pode mudar de lado, a depender da dinâmica da - desculpem - luta de classes. Não se fala aqui da cúpula fascista dos movimentos (MBL, VPR etc.), mas no enorme contingente que envergou camisa da seleção depois da Copa do mundo.

    Assim, não vale a pena seguir com a toada de "E agora coxinhas?", "Quero ver a cara de vocês" e "Enfiem a panela sabem onde".

    Atrair o coxinhato para as mobilizações é essencial para derrotar a patranha golpista. Não é algo fora de propósito.

    A conjuntura é sempre uma caixinha de surpresas.

    pela cochlea: A Love Supreme, Part 1: Acknowledgement - John Coltrane (1965)


    The Smokestacks Come Tumbling Down


     


    "Donald Trump is the best thing to happen for climate action in years.

    That might sound crazy. These days, with the Trump gang on a smashing spree through America’s science and environmental laws, it’s easy to feel pessimistic. It’s easy to think that with progress being rolled back that took decades to put in place, we’ve lost the climate fight.

    But I think that’s wrong. I think Trump and his carbon cronies are not displaying strength, they’re showing enormous weakness — and not only have they not won, they're actually doing us a unintended favor. They’re making it easier to win not the small increments of progress of the last three decades, but large-scale disruptive progress. They’re assisting in the birth of the low-carbon future.

    In this piece, I want to explain why that’s true."

    read the longread by Alex Steffen​

    The Smokestacks Come Tumbling Down:

    Vem Pra Rua


    (Natal – RN)
    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Justiça nega pedido de policiais para tirar charge de jornal do ES



    “Verifico que a charge demonstra um contexto de carnaval, uma data comemorativa em que as pessoas se fantasiam de determinados personagens reais e da ficção. Desta forma, aparentemente não vislumbro em cognição sumária qualquer ofensa direta à dignidade do autor nem à categoria dos policiais, eis que a charge não se dirige diretamente ao autor nem à categoria mas apenas relata uma situação cotidiana e se refere especificamente a dois personagens específicos e fictícios e em período de carnaval. Ao que parece, a charge não extrapolou o direito de livre manifestação de forma suficiente a ofender outros direitos e garantias constitucionais”, disse o magistrado.

    “Lá havia a comparação do bandido ser comparado ao policial e o policial ser comprado ao bandido. E isso, em linhas bem simples, é inadmissível. Então, os policiais que eu represento, sentiram essa ofensa. Houve uma ofensa pessoal e à categoria da qual eles fazem parte, por ser comparado ao personagem que é o arquirrival dele, que ele combate todos os dias”, afirmou a advogada.

    Em nota conjunta, a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT), a Associação Nacional de Editores de Revistas (ANER) e a Associação Nacional de Jornais (ANJ) afirmaram que estão acompanhando com preocupação as ações judiciais.

    "Recorrer à Justiça é um direito constitucional assegurado a todos. Mas a ação coordenada contra determinada publicação jornalística pode ganhar contornos de assédio judicial. Ações judiciais coordenadas têm sido feitas com o objetivo de constranger o trabalho jornalístico, com a justiça sendo utilizada como instrumento de enfrentamento da liberdade de expressão e do livre exercício do jornalismo. É positivo assinalar que diferentes juízes do Estado já negaram liminar para retirar a charge dos meios eletrônicos em que está publicada. A ABERT, a ANER e a ANJ respeitam o direito de ação por parte de quem se sentir ofendido ou lesado, mas repudiam o abuso no exercício de tal prerrogativa com o intuito de impedir a liberdade de expressão e o livre exercício do jornalismo. As entidades lembram, ainda, que não existe sociedade livre sem o direito à informação, à reflexão, e sem uma imprensa livre. E preservar esta liberdade é uma missão vital para todos nós".

    leia a reportagem de Bruno Dalvi
      
    Justiça nega pedido de policiais para tirar charge de jornal do ES | Jornal O Paraná

    CHARGE DE AMARILDO

    Ponte para...


    JULIO

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Bauhaus - Ziggy Stardust (David Boiwie)



    So where were the spiders, while the fly tried to break our balls
    With just the beer light to guide us
    So we bitched about his fans and should we crush his sweet hands?

    Terceirização




    (Recife, PE)
     
    quer ver mais charges?
    clique em marcadores: charges 

    Marcadores: ,


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER