This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sábado, março 11, 2017

    We all have the ‘right to disconnect’ – but only some of us can afford it


     


    The global race to tame and civilise digital capitalism is on. In France, the “right to disconnect” – requiring companies of a certain size to negotiate how their employees handle out-of-hours work and availability – came into force on 1 January. In 2016 a similar bill was submitted to the South Korean parliament. Earlier this month a congressman in the Philippines introduced another such measure, receiving the support of an influential local trade union. Many companies – from Volkswagen to Daimler – have already made similar concessions, even in the absence of national legislation.

    What should we make of this new right? Will it join “the right to be forgotten” to become yet another inventive measure that aspires to compensate ordinary users for the unpleasant excesses of digital capitalism? Or will it simply leave things as they stand, giving us false hopes without addressing the fundamentals of the global – and increasingly digital – economy?"


    read article by Evgeny Morozov​

    We all have the ‘right to disconnect’ – but only some of us can afford it | Evgeny Morozov | Opinion | The Guardian

    Transpaisição


    RONALDO
    (Recife, PE)

    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea:> Ty Segall performing "Break A Guitar"



    Baby gonna break a guitar
    Gonna make it a real big star
    Baby gonna break a guitar
    Gonna make it a real big star

    Oh, looks like it's gonna rain
    It's gonna rain, it's gonna rain

    MUlher




    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Para entidades, ministro da Justiça declarou guerra a índios


     Brasilia,DF,Brasil 08.03.2017 Entrevista exclusiva com novo ministro da justica Osmar Serraglio. No gabinete do ministerio Foto: Pedro Ladeira/Folhapress cod 4847


    "Em entrevista à Folha, o novo ministro disse que pretende 'pacificar o campo", mas defendeu majoritariamente interpretações da legislação que são simpáticas ao agronegócio. "O que acho é que vamos lá ver onde estão os indígenas, vamos dar boas condições de vida para eles, vamos parar com essa discussão sobre terras. Terra enche a barriga de alguém?", disse Serraglio na ocasião.

     "É vergonhoso que um ministro, ao assumir, venha a público desdenhar do direito fundamental dos povos indígenas às suas terras. Ao usar a expressão "terra não enche barriga" como argumento para justificar a não demarcação das terras indígenas no país, o ministro demonstra, no mínimo, um grau elevado de ignorância, que o descredencia para a função que assumiu", diz o texto. "
    "
    leia reportagem de Ranier Bragon​ e Camila Mattoso​

    Para entidades, ministro da Justiça declarou guerra a índios - Notícias - Notícias - Brasil

    Decálogo do Rinoceronte


    "O rinoceronte brasileiro é guardião das mais cínicas falácias políticas em que nos enredamos.
    Uma pequena lista: quanto mais armados os cidadãos e a polícia, maior a segurança; quanto mais se prende, mais se previne o crime; quanto mais se proíbe as drogas, mais se promove a saúde pública; quanto mais se corta em políticas de bem-estar, mais o Estado economiza; criminalize-se o direito reprodutivo das mulheres e a vida estará protegida; flexibilizemos regras ambientais e a economia crescerá."


    mais no artigo de CONRAD HÜBNER MENDES

    sexta-feira, março 10, 2017

    Tentativa de acordo para reparar danos no rio Doce recebe críticas



    "A falta de participação dos atingidos na definição do termo de ajustamento preliminar, além da inclusão de duas empresas para assessoria técnica (Lactec e Integratio) que já prestaram serviços para Vale (acionista da Samarco) provocou queixas.

    "O MPF, ao analisar o primeiro acordo feito entre os governos, questionou porque a população afetada não foi ouvida. Agora, cometeram exatamente o mesmo erro, porque foi feito à revelia daqueles que o MPF deveria estar atendendo", disse Vainer, especialista em impactos sociais e ambientais de grandes barragens.


    leia reportagem de DANIEL CAMARGOS


    É 'verdade alternativa' fingir que só Temer é inocente no caso Odebrecht



    O presidente Michel Temer participa da reunião da Comissão da Reforma da Previdência em Brasília

    "Só mesmo o mais rematado tolo acreditaria que, com todos os outros políticos, a empreiteira cometeu uma agressão à honestidade e à ética, mas não com Temer, certo? 

    No entanto, a maior parte do mundo político e empresarial se finge de tolo rematado, assobia e olha para o lado, em vez de armar o escândalo correspondente à revelação pública de uma inaceitável promiscuidade entre uma autoridade e uma empresa privada que faz negócios com o governo. "
    É de um cinismo intolerável o raciocínio que se ouve em certos círculos no sentido de "deixa o Temer p'ra lá, afinal ele mudou as expectativas e está fazendo ou tentando fazer as reformas". 

    Por enquanto, aliás, as expectativas que mudaram foram as do tal de mercado, assim como "reformas" é a palavra-muleta à qual se recorre sempre quando há uma crise qualquer."

    leia coluna de CLOVIS ROSSI

    Jurássico


    (Juiz de Fora, MG)
     
    para ver outras charges
    cliquem em marcadores:charges


    Marcadores: ,

    Via Iris: I Dont Feel Like Home in This World Anymore (dir Macon Blair, EUA, 2017)



    E bota bizarro nisso.

    Thriller com moçoila inepta socialmente tentando se vingar do assalto sofrido em sua casa, um tanto por terem levado os talheres estimados de sua avó e um tanto por estar de saco cheio de lidar com pessoas cuzonas. E aí se junta com um vizinho totalmente pirado...

    Tudo assume contornos desastrados ou inesperados neste filme de humor negro com um tanto também de crítica aos mores do nosso tempo.

    Ela entende mesmo é de supermercado





    (Belo Horizonte, MG)
     
    quer ver mais charges?
    clique em marcadores: charges

    Ponto Final

    Macaco Tião vira protagonista de documentário


    "Em 1988, Tião foi lançado candidato à prefeitura pela “legenda” Partido Bananista Brasileiro (PBB), uma brincadeira dos redatores do “Planeta Diário” e da “Casseta Popular”, que mais tarde se tornariam o grupo humorístico “Casseta &; Planeta”. Mas o que tornou um chimpanzé do zoológico do Rio um fenômeno das urnas?

    — A representatividade da classe politica era muito contestada. Não tinha em quem votar, quem o povo abraçasse como futuro prefeito do Rio. E aí surgiu a candidatura. O que começou como uma grande brincadeira, transformou-se em um protesto contra os candidatos e um incentivo ao voto nulo nas antigas cédulas eleitorais. As pessoas escreviam o que queriam, o nome que fosse, a frase que quisessem — conta Alex.

    E o macaco Tião não fez feio: estima-se que ele tenha recebido 400 mil “votos”, não contabilizados oficialmente, dos eleitores. Essa votação o deixou em terceiro lugar entre os 12 candidatos que disputaram o pleito. Cerca de 9,5% dos cariocas que compareceram às urnas apostaram nele."

    leia reportagem de DIEGO AMORIM


    quinta-feira, março 09, 2017

    Tem que separar



    (Curitiba, PR)
     
    para ver outras charges
    clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Johnny Hooker - Eu Vou Fazer Uma Macumba Pra Te Amarrar, Maldito!



    Te desejo uma vida de desilusão
    Não desejo afago
    Nem o perdão
    E que seja feliz com quem encontrar
    Mas nunca mais volte aqui
    Profane o meu lar

    Suruba reprodutiva




    LEONARDO


    clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Na repressão de Doria contra a arte de rua, alvo é a juventude periférica


     Pichação


    "Para Pagu, ainda que muitos grafiteiros tenham conseguido reconhecimento, o movimento mantém seu viés rebelde. “O grafite não é apenas ilegal, ele não quer ser legal. Querer organizar o grafite é grotesco", diz Pagu.

    Binho Ribeiro, 45 anos, grafita desde os 14. Para ele, de pouco adianta reprimir os pichadores e os grafiteiros sem perceber o caráter insurgente da arte de rua e suas motivações. “Como você vai abrir diálogo com quem está revoltado?", questiona. "Fica difícil resgatar um jovem gerando tanto ódio ao poder público. Precisa de inclusão, não de marginalização”."


    leia reportagem de Ingrid Matuoka

    Na repressão de Doria contra a arte de rua, alvo é a juventude periférica — CartaCapital


    Pichação

    pela cochlea: Flávio Renegado - Minha Tribo é o Mundo



    E no rufar dos tambores que Pixinguinha chorava
    E a massa da Furacão no tamborzão tá bolada
    Seja sinal de fumaça, Facebook ou Twitter
    Não importa qual sua língua mas que a tribo comunique

    O crivo mexe com a pista e também treme o chão
    Balanço marca com o pé ou na palma da mão
    O flow casa com o beat, embala o coração
    Minha tribo é o mundo e o mundo minha nação

    O mundo de Ciro & Benedito


    Senadores Benedito de Lira e Ciro Nogueira (Foto: Wellington Carvalho/Ascom-PP)

    "O mundo parece ser melhor do que é, pelo menos para os senadores Ciro Nogueira, piauiense de 48 anos, e Benedito de Lira, alagoano de 74 anos. Estrelas dos primeiros episódios das denúncias contra parlamentares apresentadas ao Supremo nos últimos dois anos, sentem-se quase invisíveis sob a poeira da avalanche dessa história de corrupção sem fim.

    Ciro preside o Partido Progressista, Benedito chefia o diretório em Alagoas. São responsáveis, em parte, pela alquimia do PP numa singular organização política: com apenas 23 anos de existência, já tem 26 parlamentares cassados, e exibe um rico histórico de sócio-fundador do mensalão e da Lava-Jato em parceria com o PT.

    Ontem, 46% da bancada do PP no Congresso estavam sob investigação. Significa que 21 dos 45 deputados e senadores do PP são candidatos à nova lista de denunciados que o procurador-geral Rodrigo Janot anuncia para breve.

    Mesmo soterrados por inquéritos sobre corrupção, Ciro, Benedito e o PP manobram no Senado para realizar uma nova e milionária apropriação de recursos públicos."

    O objetivo, desta vez, é aprovar um projeto de lei que garanta plena autonomia às cúpulas dos partidos na distribuição privada dos R$ 819 milhões do Fundo Partidário."

    leia artigo de JOSÉ CASADO  

     

    terça-feira, março 07, 2017

    Apelidos


    (Joinville, SC)

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Fat Boy Slim - Renegade Master



    Back once again for the renegade master
    D4 damager, power to the people
    back once again for the renegade master
    D4 damager, with the ill behaviour

    Corrida Maluca





    (Curitiba, PR)
     
    para ver outras charges
    clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    segunda-feira, março 06, 2017

    pela cochlea: Dan Mangan + Blacksmith - Offred

    still feel the cadence
    Of a former life
    I put faith in mayday
    But it don't feel right
    I will sleep through the bastards
    Dream in the night
    A footnote in history
    Scholar's delight
    I go without
    I do not have the fight
    They changed my purpose
    They changed my purpose
    So you say what gives?
    What is it this tunnel vision I'm in?

    Despista e finge que não é com a gente





    (Joinville, SC)

    Marcadores: ,

    João Doria contra a arte — CartaCapital



     O prefeito de São Paulo João Doria

    "“Quem decide o que é arte?”, ouvi uma mulher perguntar em tom de retórica, sem dar tempo de alguém argumentar.

    Ela mesma respondeu: “É o dono do muro. E se o muro é público – se é meu, se é seu e se é de outra pessoa, e cada um tem um gosto diferente por arte –, então eu concordo com o Doria: tem que ser cinza.”"

    "Entender que o dono do muro é quem decide o que é arte é eleger o detentor da propriedade privada como o rei de todas as regras: “Se eu paguei, é meu e eu mando” – simples, arrogante e equivocado assim."

    leia artigo de Raisa Pina


    João Doria contra a arte — CartaCapital

    Depois de TV paga e Netflix, governo vai cobrar "taxa cultural" sobre games


    "Emissoras de TV e operadoras de TV paga já pagam hoje o Condecine por todos os filmes e seriados estrangeiros e nacionais. Os valores são pagos a cada cinco anos por cada obra, e podem variar de pouco mais de R$ 300 a mais de R$ 7.000 reais. O interesse é cobrar uma taxa também em cada game (especialmente os estrangeiros).
    "
    Os serviços de streaming também serão obrigados a fazer esse pagamento da Condecine em breve, conforme esta coluna informou anteontem com exclusividade.""

     leia mais:
    Depois de TV paga e Netflix, governo vai cobrar "taxa cultural" sobre games - 03/03/2017 - UOL TV e Famosos

    Lula tem pênis gigante


    (Manhuaçu, MG)
    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea> Hard Working Americans - Throwing the Goats



    Something wrong with the rider
    Bless his high lonesome heart
    But I guess this whole wide world
    Is always pulling apart
    As he was dynamite fishing
    For some compliments
    Off the banks of old Lake Providence

    As fogueiras do Santo Ofício



    ]
    (Manaus, AM)
    clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges 

    Marcadores: ,

    Temporada de caça às regulamentações nos EUA






    "Em
    menos de dois meses, mais de 90 regulamentações federais de Barack
    Obama foram revogadas ou suspensas pelo governo Trump e a maioria
    republicana do Congresso. Trata-se, segundo o “New York Times, de uma
    das mudanças mais radicais da História das políticas de regulamentação.
    Em muitos casos, as medidas vieram após o lobby das próprias indústrias
    que eram alvo de regulação. Para o governo, a nova flexibilização irá
    acelerar o crescimento econômico.




    A partir de agora,
    por exemplo, dados da Segurança Social não poderão mais ser usados para
    impedir que indivíduos que sofrem de transtornos mentais possam comprar
    armas. Balas de chumbo que contaminam a natureza não serão mais
    proibidas de carregarem as armas dos caçadores. Leis que iriam facilitar
    criadores de galinha de processar empresas de frango processado estão
    temporariamente paradas no Congresso. E regras para a mineração,
    exploração de gás e petróleo foram subitamente eliminadas."




    leia mais

    Para o STF, Sarney merece foro privilegiado; Lula, não






     


    "Em uma das investigações, Sarney é suspeito de se juntar a Jucá e a Calheiros para elaborar um projeto de lei para impedir que suspeitos presos fizessem delação premiada. Na outra, ele é suspeito de receber propinas de 16 milhões de reais. O ex-presidente nega que tenha recebido propinas ou esteja envolvido nos crimes investigados pela Lava Jato.

    Apesar de não ser contemplado por nenhuma das exigências que beneficiam as milhares de pessoas que têm direito ao foro privilegiado (aquele em que apenas tribunais podem julgá-lo), Sarney acabou recebendo esse benefício. Enquanto o ex-presidente Lula, não. O petista é réu em quatro processos e, até o momento, todos serão julgados pelo juiz Sergio Moro, o célere e rígido magistrado responsável pela Lava Jato na primeira instância. No caso de Lula, seus advogados já tentaram elevar os casos para o STF, mas não conseguiram porque a Corte entendeu que até o momento não foi comprovado o envolvimento de autoridades com essa prerrogativa."

    leia reportagem de Afonso Benites

    Para o STF, Sarney merece foro privilegiado; Lula, não | Brasil | EL PAÍS Brasil

    domingo, março 05, 2017

    Steve Bannon is the most powerful person in the Trump White House. That should terrify us.


    "Stephen K. Bannon, President Trump’s senior strategist, is emerging as the most powerful person in the White House. That’s not the problem; somebody has to occupy that perch. The problem is what Bannon wants to do with it. He has spectacularly grand ambitions, to transform our country and its place in the world. His is an ethno-nationalist vision in which America leads a clash of civilizations, and there’s little reason to think he’d be at all displeased if that clash engulfed the entire globe. There’s also little reason to think that Donald Trump would mind."

    read article by PAUL WALDMAN

    Selfies


    QUINHO 
    (Belo Horizonte, MG) 
     
    para ver outras charges 
    clique em marcadores:charges 


    Marcadores: ,

    pela cochlea: Elvis Costello Performs "Penny Lane"

    A nova diplomacia brasileira



    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Tiro pela culatra

    Temer desiste do Alvorada




    (Vitoria, ES)
    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Mable John - No Matter How She Done It (Live Jools Holland 2008)

    I know a gal by the name of Mae Lou
    She shook it so much she had the German flu

    The women don't like her, they call her Ida Mae
    But the way the men love her is a cryin' shame


    The copper brought her in, she didn't need no bail
    She shook it for the judge, and put the cop in jail

    O bobo esperto da corte




    (Salvador, BA)
    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Ecos da Guerra Fria: Soviéticos espalhavam informações falsas para desmoralizar os EUA


    "As anotações revelam, por exemplo, que a KGB grampeou o telefone do secretário de Estado dos EUA no governo Richard Nixon, Henry Kissinger. Mostra também que durante a campanha à Presidência em 1984, espiões russos tentaram se infiltrar nos comitês dos partidos Republicano e Democrata e que o então chefe da KGB, Yuri Andropov, ordenou a seus subordinados “medidas ativas” (aktivniye meropriyatiya) contra a reeleição do presidente Ronald Reagan.

    Por “medidas ativas” entende-se espalhar a desinformação — informações falsas, fabricadas pelos soviéticos — para desmoralizar o oponente, técnica aprimorada durante a Guerra Fria, segundo a “New Yorker” esta semana. Os operadores russos teriam disseminado o slogan “Reagan Means War!” (Reagan significa guerra!) e acusações de que ele seria uma marionete da indústria militar. Reagan foi eleito, mas a estratégia voltou a ser usada repetidamente não só em eleições, mas com o objetivo de desmoralizar os EUA e suas instituições. Segundo revelou Sergey Tretyakov, ex-chefe da Inteligência russa em Nova York, ao desertar em 2000, a desinformação como arma para “envergonhar” os EUA continuou sendo usada mesmo após o colapso da União Soviética."


    leia coluna de ADRIANA CARRANCA 

    O drama do Uber


    "Na semana passada, um motorista do serviço premium Uber Black, ao final da corrida, se apresentou e reclamou das constantes mudanças na política de preços. Contraiu uma dívida alta para comprar seu carro, explicou ao executivo, e o dinheiro que ele consegue fazer por corrida só cai. Sua queixa é comum. A empresa exige carros novos, caros, sempre apresentáveis, mas oferece pouco em troca. O CEO foi grosseiro em resposta. “Algumas pessoas não se responsabilizam pelos próprios problemas”, disse em fúria.

    Não é a única controvérsia na qual a empresa se meteu neste ainda curto 2017."

    mais na coluna de  PEDRO DÓRIA


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER