This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sexta-feira, junho 17, 2016

    Cartazes da NASA convocam humanos para explorar Marte - IdeaFixa



    nasa-cartaz-marte-10
    Seja um marciano!
    "Marte precisa de você! No futuro, o planeta irá precisar de muitos tipos de exploradores: agricultores, agrimensores, professores... mas acima de tudo, VOCÊ! Junte-se a nós na viagem a Marte assim como exploramos o planeta com robôs. Um dia, enviaremos humanos! Baixe um cartaz que tenha a ver com o que você pode fazer em Marte. Seja um explorador!"

    veja a galeria
    Cartazes da NASA convocam humanos para explorar Marte - IdeaFixa

    Naufrágio


    Marcadores:

    pela cochlea: Lucas Santtana - Amor Meu Grande Amor (Angela Ro Ro / Ana Terra)

    quinta-feira, junho 16, 2016

    Algo de podre no reino das bananas





    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges

     clique em marcadores:charges 

    Marcadores: ,

    Luke Bosshard's 2016 Reel

    Confira o cenário para as filmagens do primeiro episódio de As Grandes Entrevistas do Pasquim.


    Brasileiro vence festival de cartum da Bélgica, um dos maiores do mundo





    O cartunista paulista Dalcio Machado, 44, ficou em primeiro lugar na 55ª edição do International Cartoon Festival de Knokke Heist, que acontece na Bélgica há mais de 50 anos. A competição é uma das mais antigas e importantes da categoria no mundo. O desenho de Machado foi escolhido entre mais de 2.000 concorrentes, de 598 autores e 77 países. Uma crítica social, o quadrinho vencedor mostra o contraste entre crianças que têm medo do imaginário e as que temem o monstro da realidade..

    leiamais
    Brasileiro vence festival de cartum da Bélgica, um dos maiores do mundo | Medplan - Confiança quando você mais precisa | plano de saúde

    No reino da carochinha



    (Campinas, SP)
    para ver outras charges clique 

    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Vi: PLAYTIME (Jacques Tati, França, 1967)


    Um de meus filmes favoritos, o quarto do genial Tati.
    Um balé de pessoas, máquinas, gags em meio a um cenário de vidros, aço, coisas que despencam, numa narrativa nonsense guiado por sons e ruídos. Um dos melhores comentários que a arte produziu sobre a modernidade. Paris vista pelas vidraças, a humanidade vista pela compaixão perspicaz de Jacques Tati.

    quarta-feira, junho 15, 2016

    Game of Thrones’ Dany/Dothraki storyline doesn’t make any sense




    "Why are the Dothraki cheering?

    What are they being promised that sounds so appealing? If you were a nomadic horseman living on the steppes of Essos enjoying a lifestyle of raiding, raping, and plundering, why on earth would you want to follow a foreign, dragon-riding queen onto a bunch of boats to travel to a distant, poorer continent and start raiding there?

    But she's effectively asking the Dothraki to abandon their entire way of life.

    Their language doesn't even have words for "boat" or "armor" or "castle," so she has to talk about "wooden horses" and "iron suits" and "stone houses." What about her speech is supposed to be so convincing?"

    read article by Matthew Yglesias​ >>

    Game of Thrones’ Dany/Dothraki storyline doesn’t make any sense - Vox

    O que aconteceu com todas aquelas pessoas que idolatravam o Cunha?




    (Vila Velha, ES)

    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Um dia típico no Rio


    De LEONARDO LICHOTE

    Rio de Janeiro, 14 de junho de 2016

    9h30: Viaduto do Méier. Passa um carro de cada vez. Pela lógica, é a vez do meu, mas o colega do veículo ao lado acelera e força a passagem pra ganhar seus supostamente valiosos três metros de dianteira

    15h30: Cosme Velho. Dois carros da polícia descem a ladeira. Cruzo com eles e estaciono logo depois de onde param. Enquanto desço do carro, ouço um estrondo do lado oposto. Algo foi lançado do alto do morro sobre carros que estavam estacionados ali. Alguém olha pra cima e grita: "Para com isso, pelo amor de Deus. A polícia já foi embora". Mas a polícia está lá, logo depois da curva, e quatro policiais apontam fuzis na direção de quem lançou o objeto. Na linha de tiro, entre as pontas, eu

    19h30: Humaitá. Entro no táxi. Quando o veículo vai sair, um ônibus o fecha para parar no ponto. "Caramba, não tinha a menor necessidade disso", diz o motorista. Concordo, para instantes depois entender o que o taxista considerava necessário: ele fecha o ônibus de volta, abre o vidro e ergue o dedo médio para o motorista. Os dois profissionais, em horário de trabalho, carregando passageiros, iniciam um pega. O ônibus sai da sua pista exclusiva (e obrigatória) do BRS, vai pra pista da esquerda e fecha novamente o táxi, mas desta vez arrastando-lhe a lateral e arrancando-lhe o retrovisor. O taxista para na frente do ônibus para tomar satisfação com o motorista. Desço, saio andando dali para procurar outro táxi e ouço de longe a troca de xingamentos

    19h45: Botafogo. O carro da polícia à frente do táxi onde estou vai bem devagar, parando de um e de outro lado da calçada, como se estivesse procurando algo ou alguém. O taxista diz: "Eles estão catando o bicheiro que fica nessa rua, pra pegar o deles. O cara vazou".

    21h: Flamengo. No mercado de classe média, a senhora passa pelos vinhos e reclama dos preços altos: "Santa Helena a R$ 39... graças à santa Dilma"

    Nada extraordinário. Nada grave perto da enorme quantidade de dor e violência e injustiça encravada na cidade. Tudo de uma banalidade quase tediosa. Assustador que seja assim

    Dungado



    TONI LUCENA

    Marcadores:

    Na TV, a incrível história das entrevistas do Pasquim





    Luiz Antonio Mello, o jornalista e radialista (fundador da Fluminense FM), foi repórter do PASQUIM.
    Leia aqui seu depoimento sobre o programa e sobre o jornal, com histórias interessantes dos bastidores da redação.
    "Eu apenas escrevia no Pasquim e via os caras mandarem ver. Um deles (me concedo um off) tinha um estilingue. Estilingue do nordeste, borracha grossa, alta potência. Ia lá para o último andar da casa e, usando bilha de rolimã, acertava falsos funcionários da companhia telefônica (na verdade agentes da ditadura) que ficavam pendurados nos postes da Saint Roman ouvindo as conversas da redação. "Menos um!!!!", comemorava essa grande figura quando derrubava um deles.Burra, a ditadura achava que as estilingadas partiam da favela e, como sempre se borrava de medo de favela, ficava quieta."
    Continue lendo clicando na imagem:

    Coluna do LAM: Na TV, a incrível história das entrevistas do Pasquim

    terça-feira, junho 14, 2016

    Leve-me a seu líder



    ALLAN SIEBER

    Marcadores: ,

    As águas vão rolar


    De Posto 5 Copacabana

    Nós avisamos a prefeitura, alertamos que onde estavam montado os Estúdios das TV's do exterior para a Rio 2016 era um local de risco! Um local que no inverno as ondas podem chegar até o calçadão. Esse era o ÚNICO local em toda praia de Copacabana, que eles não poderiam ter montado uma estrutura na area. Imaginem o que aconteceu hoje? Na primeira ressaca do ano, as ondas avançaram por debaixo da estrutura, arrancaram as grades que isolam a area. Umas 4 a 5 grades se perderam e foram parar dentro do mar, podendo machucar banhistas e surfistas. Nós fomos até lá falamos com funcionários e os alertamos que o mar a noite vai continuar avançando. A estrutura ficará montada até setembro durante todos os meses de inverno. Nesse período o Rio recebe as maiores ondas e para piorar estamos em ano de El Nino, onde supostamente poderemos ter mais ressacas. É ridículo, a falta de planejamento, de organização, de tudo! Por mais que alertamos parece eles não nos escutam! Nos ajudem a compartilhar mais essa lambança da prefeitura.

    segunda-feira, junho 13, 2016

    Vai começar... AS GRANDES ENTREVISTAS DO PASQUIM



    FOTO RICKY GOODWIN

    Paulo José chama para o programa com a entrevista de Leila Diniz.




    Episódio Um : Leila Diniz
    Canal Brasil - segunda 13/06 às 20:00

    Terças às 16:30; Domingos às 11:00

    pela cochlea: Erasmo Carlos - Coqueiro Verde

    Trilha sonora para curtir enquanto se prepara para assitir a
    As Grandes Entrevistas do Pasquim
    Episódio Um : Leila Diniz
    Canal Brasil - segunda 13/06 às 20:00
    Terças às 16:30; Domingos às 11:00

    Leila Diniz: 70 anos da pioneira da liberdade sexual no Brasil

    Veja o video para saber quem foi Leila Diniz 
    E não perca: 
    As Grandes Entrevistas do Pasquim
    Episódio Um : Leila Diniz
    Canal Brasil - segunda 13/06 às 20:00
    Terças às 16:30; Domingos às 11:00

    Série do Canal Brasil encena entrevistas históricas do Pasquim -






    "Em meio à anarquia gerencial e por trás da máscara do humor, o tabloide carioca O Pasquim ergueu-se como um simbólico e, na medida do possível, sério porta-voz da resistência cultural no Brasil sob a ditadura militar. A mistura de escracho e olhar crítico desconcertou censores e encantou a fiel legião de leitores que se formou a partir de junho de 1969 – em meses, a publicação semanal alcançaria a surpreendente tiragem de 250 mil exemplares.
    O jornal consagrou entre seus ingredientes mais saborosos as entrevistas com artistas, políticos e personalidades. Muitas dessas conversas figuram como obras de antologia da imprensa brasileira, como a de Leila Diniz, que será lembrada na estreia da série As grandes entrevistas do Pasquim, nesta segunda-feira, às 20h, no Canal Brasil."
    leia a reportagem de Marcelo Perrone >>

    Série do Canal Brasil encena entrevistas históricas do Pasquim - Zero Hora

    Ricky Goodwin comenta a entrevista de LEILA DINIZ para o Pasquim.



    "Muita gente se lembra da repercussão positiva da entrevista, do sucesso que trouxe para o Pasquim, da grande influência que teve sobre a cabeça das mulheres na época, do encanto das pessoas pela Leila.
    Mas teve também um lado negativo muito forte. Por causa desta entrevista, Leila foi despedida da TV Globo, onde fazia novelas. Disseram que puta não podia trabalhar na emissora. A coisa incomodou tanto alguns setores que o Governo Militar baixou decreto instituindo uma censura prévia em todos os veículos de comunicação.
    É interessante notar que a censura prévia daquela ditadura não veio em reação a alguma declaração política. Foi por uma entrevista de comportamento. E a lei que colocou essa mordaça absurda sobre a imprensa ganhou o apelido de Lei Leila Diniz."

    Sergio Cabral comenta a repercussão da entrevista de Leila Diniz ao Pasquim


    Maciel relembra a entrevista histórica de LEILA DINIZ para o Pasquim.




    JAGUAR relembra a entrevista de LEILA DINIZ para o Pasquim.






    "A Leila era a primeira musa da Banda de Ipanema. E ela tinha umas idéias muito próprias. A entrevista dela foi um estouro.
    Hoje, comparado com as coisas que voce vê, parece uma revista infantil, né. Mas na época aquilo era um escândalo."
    As Grandes Entrevistas do Pasquim
    Episódio Um : Leila Diniz
    Canal Brasil - segunda 13/06 às 20:00
    Terças às 16:30; Domingos às 11:00

    Entrevistas de 'O Pasquim' ganham encenações e viram série de TV

    Descrição: da esq para a dir Augusto Madeira, Bruce Gomlevsky, Marcio Vito e Daniel Braga. sentado: sergio loroza como aguinaldo timoteo, na serie do canal brasil que recria entrevistas do pasquim. Juliana Torres/divulgação ***DIREITOS RESERVADOS. NÃO PUBLICAR SEM AUTORIZAÇÃO DO DETENTOR DOS DIREITOS AUTORAIS E DE IMAGEM***


    "Caetano é uma merda! Caetano não é artista! Não sabe cantar". A agressividade em cima de Caetano Veloso foi despejada por Agnaldo Timóteo em uma famosa entrevista ao "Pasquim", em 1972.

    Ao ouvir isso, Ziraldo, um dos entrevistadores da genial e provocativa turma do semanário, instiga: "Mas ele não é um grande compositor não?".

    Timóteo então continua no ataque: "Compositor de quê? Tá cantando cada macaco no seu galho e todo mundo roda e diz que é sensacional, e a música foi feita em mil novecentos e outrora, por um cara que ninguém conhece. Que gênio é esse?".

    Lendo muitas das 1.072 entrevistas publicadas no "Pasquim" entre 1969 e 1991, quando o jornal existiu, o diretor André Weller, 43, pensou: isso aí dá teatro. "Os textos têm uma qualidade dramatúrgica, rubricas", diz.

    leia reportagem de Lígia Mesquita >>

    domingo, junho 12, 2016

    Augusto Madeira é Jaguar


    JAGUAR — Você acredita em amor, que um homem e uma mulher devem se amar pra ir pra cama, esse papo?
    Entrevista com LEILA DINIZ
    As Grandes Entrevistas do Pasquim
    Canal Brasil - segunda 13/06 Às 20 horas
    (foto Ricky Goodwin)


    Daniel Braga é Luís Carlos Maciel





    MACIEL — Para uma pessoa manter uma vida sexual saudável, equilibrada, etc. deve dar quantas por semana?
    Entrevista com LEILA DINIZ
    As Grandes Entrevistas do Pasquim
    Canal Brasil - segunda 13/06 Às 20 horas

    Bruce Gomlevsky é Tarso de Castro


    TARSO — Quer dizer que o pessoal da televisão tem exigências não profissionais? Ficam querendo faturar as moças, é isso?
    Entrevista com LEILA DINIZ
    As Grandes Entrevistas do Pasquim
    Canal Brasil - segunda 13/06 Às 20 horas
    (foto Ricky Goodwin)


    Márcio Vito é Sérgio Cabral



    SÉRGIO — Você é uma mulher extraordinariamente bonita e faz papéis “sexy” no cinema. Em conseqüência, você recebe muitas cantadas aí pelas ruas, nos bares da vida, praias, etc?
    Entrevista com LEILA DINIZ
    As Grandes Entrevistas do Pasquim
    Canal Brasil - segunda 13/06 Às 20 horas
    (foto Ricky Goodwin)

    Janaina Diniz Guerra é Leila Diniz.





    "Bem, aquele aluno meu estava cheio comigo, não sei por que, virou pra mim e disse: sua (*)! Foi aquele silêncio, todo mundo ficou me olhando pra ver o que que a professora ia responder. Eu fiquei com vontade de rir e ri. Aí eu disse: (*) é você, está ouvindo seu cocô. Foi aquela zona: porque, falando com criança eu adapto meus palavrões pros deles. Palavrão de criança é cocô, xixi, titica, etc. Então foi uma semana na sala que eu só falava de (*): sua (*) pra cá, seu (*) pra lá, (*) sem parar, cocô pra lá, xixi pra cá... A diretora entrava na sala e ficava horrorizada. Mas depois de uma semana, todo mundo deixou de falar (*) porque a (*) deixou de ser excepcional, ficou inteiramente desmoralizada. O que, aliás, é uma pena."

    Saiba o que são esses asteriscos assistindo à
    As Grandes Entrevistas do Pasquim
    Canal Brasil - segunda 13/06 Às 20 horas
    Episódio 1 - Leila Diniz
    (foto Ricky Goodwin)

    Game of Thrones: Why We Shouldn't Hate On The High Sparrow


    Image result for high sparrow

    "Objectively, if we were living in Westeros, most of us would prefer to be ruled by a religious zealot with a mandate to better the life of the 99%, than by a crazy murderous caste who think their blood makes them genetically superior. That’s some fucked up shit right there.

    In contrast, the High Sparrow offers regular folks hope of social mobility and dignity, he protects them for the violence of the 1%. So when we judge him according to the world he lives in, he doesn’t seem like such a bad guy after all."

    read analysis by Gil Kidron

    GoT S06: Why We Shouldn't Hate On The High Sparrow

    Filhos



    (Belo Horizonte, MG)
      
    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges 

    Marcadores: ,

    Disfarça!



    (Recife, PE) 

    quer ver outras charges?
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Entrevistas mais emblemáticas d’O Pasquim viram série de TV






    "Segundo o diretor André Weller, a séria vai recriar o clima em que eram feitas as entrevistas, sendo esta a razão da não existência de cenário. “Temíamos que a recriação da época, com cenários e figurinos, se sobrepusesse ao conteúdo”, explica Weller.

    No total, foram pouco mais de mil entrevistas ao longo de 22 anos de existência. O programa vai dramatizar 13, divididas assim: As Musas (Leila Diniz, Dina Sfat e Elke Maravilha), Políticos (Carlos Prestes, Teotônio Vilela e Jânio Quadros, Lula), Comportamento (Fernando Gabeira e Madame Satã), Música (Chico, Cazuza e Agnaldo Timóteo) e Esporte (Tostão)."

    clique para ler a reportagem de Renata Noir>>

    Entrevistas mais emblemáticas d’O Pasquim viram série de TV | Jornal de Brasília

    Juiz absolve delegado acusado de estuprar a própria neta


    Moacir Rodrigues de Mendonça - 17052016

    "“A não anuência à vontade do agente, para a configuração do crime de estupro, deve ser séria, efetiva, sincera e indicativa de que o sujeito passivo se opôs, inequivocadamente, ao ato sexual, não bastando a simples relutância, as negativas tímidas ou a resistência inerte. (...) Não há prova segura e indene de que o acusado empregou força física suficientemente capaz de impedir a vítima de reagir. A violência material não foi asseverada, nem esclarecida. A violência moral, igualmente, não é clarividente, penso”, escreveu o juiz.

    L.A.M.M. manteve silêncio sobre o fato por 20 dias, quando foi flagrada no quarto de casa com o revólver do padrasto, PM, tentando o suicídio. “Quando soubemos da sentença, minha filha passou mal, não parava de vomitar. Tive de levá-la ao hospital. Ela teme ser ridicularizada de novo na escola, como ocorreu na época do fato”, diz a mãe, V.H.R.M., 40, comerciante."

    leia a reportagem de Simone Allan de Abreu​ >> 

    Juiz absolve delegado acusado de estuprar a própria neta - Diario da Região


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER