This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sábado, agosto 08, 2015

    pela cochlea: Phill Veras - Paixão e Fé’ (Tavinho Moura & Fernando Brandt)


    Já bate o sino, bate na catedral
    E o som penetra todos os portais
    A igreja está chamando seus fiéis
    Para rezar por seu Senhor
    Para cantar a ressureição

    E sai o povo pelas ruas a cobrir
    De areia e flores as pedras do chão
    Nas varandas vejo as moças e os lençóis
    Enquanto passa a procissão
    Louvando as coisas da fé

    Velejar, velejei
    No mar do Senhor
    Lá eu vi a fé e a paixão
    Lá eu vi a agonia da barca dos homens



    Pixuleco




    (Uberaba. MG)

    para ver outras charges
    clique em marcadores charges 

    Marcadores: ,

    Reinaldo lembra Grandes nomes da MPB


    "A galera que vive no mundo da música, em shows, gravações e ensaios acaba desenvolvendo uma linguagem própria, um jargão, um jeito de falar. E uma das coisas mais engraçadas é essa mania de transformar os nomes dos músicos em apelidos trocadilhescos e absurdos. Paulinho Albuquerque era um que gostava dessa brincadeira…No Dia Internacional do Jazz nós publicamos aqui alguns dos grandes nomes do jazz. E agora vamos continuar nessa praia, lembrando  grandes nomes da MPB… "

    grandes nomes _MPB_web

    REINALDO

    leiamais
    Grandes nomes da MPB | comendadoralbuquerque

    Via Iris - KREUZWEG (Dietrich Brüggermann, Alemanha, 2015)


    Aquela menina ficou tão obcecada com sua religiosidade que decidiu se depurar em sacríficio, como se virasse santa, suplicando a cura do seu irmão autista.

    Seu isolamento crescente do mundo é narrado - como consta no título brasileiro, 14 Estações de Maria, ou no americano, Stations of the Cross - como num calvário, em 14 tableaux de plano único.

    O filme é excelente.


    Uma história do tempo dos escravos



    (Campinas, SP)
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Noivos turcos trocam a festa de casamento por banquete para 4.000 refugiados sírios

     


    Um casal turco recém-casado decidiu trocar a recepção para a família por um banquete para 4.000 refugiados sírios que vivem na região da fronteira entre Turquia e Síria. A boa ação de Fethullah Üzümcüolu e Esra Polat ganhou as redes sociais depois que a organização não-governamental Kimse Yok Mu, em que o pai do noivo, Ali Üzümcüolu, é voluntário, divulgou as imagens do evento.

    O porta-voz da instituição, Hatice Avci, disse ao jornal "The Washington Post" que o pai do noivo acreditava que custear um grande jantar para parentes e amigos seria desnecessário enquanto tantas pessoas passavam fome tão perto de casa.

    leia mais:
    Noivos turcos trocam a festa de casamento por banquete para 4.000 refugiados sírios - Notícias - Internacional

    Empresa começa a produzir o adesivo “A culpa não é minha, eu era contra o impeachment”




    leia mais
    Empresa começa a produzir o adesivo “A culpa não é minha, eu era contra o impeachment” | Sensacionalista: um jornal isento de verdade:

    pela cochlea: A felicidade perdeu seu endereço (Claudionor Cruz e Pedro Caetano) – Orlando Silva, 1940


    sexta-feira, agosto 07, 2015

    Orange is the new red





    (Curitiba, PR)

    para ver outras charges
    clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Vi: WHILE WE´RE YOUNG (Noah Baumbach, EUA, 2014)



    Ri muito com este filme de gerações e os mores do nosso tempo.
    Baumbach retoma seu ator de Greenberg, passando pelo alto astral de Frances Ha, para chegar nesta sátira.

    Solteiro com preguiça de lavar uma panela para bater decide apoiar Dilma




    leia a noticia aqui
    Solteiro com preguiça de lavar uma panela para bater decide apoiar Dilma | Sensacionalista: um jornal isento de verdade

    Disputa no PT




    (Vila Velha, ES)

    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    No Facebook, fraude estimula ato anti-Dilma

     

    Ato anti-Dilma

    "Uma fraude no Facebook está ajudando a divulgar o ato contra Dilma Rousseff e o PT. Para inflar o evento “16 de agosto eu vou pra rua #fora PT”, um ativista pró-impeachment valeu-se de um truque sujo. Primeiro, atraiu cerca de 67 mil usuários da rede com um suposto evento contra o PSDB e o senador tucano Aécio Neves (MG). Depois, trocou as imagens e o título. A armadilha fez com que centenas de eleitores petistas ou pessoas de perfil progressista aparecessem com presença confirmada no protesto. "

    leia mais
    No Facebook, fraude estimula ato anti-Dilma — CartaCapital

    pela cochlea: Tame Impala - Let It Happen


    It's always around me, all this noise
    But not really as loud as the voice saying
    Let it happen, let it happen (It's gonna feel so good)
    Just let it happen, let it happen



    Muito boa a produção desta música.
    O loop que parece ter agarrado é bem legal.

    Eduardo Cunha retoma os trabalhos na Câmara





    (Jaú, SP)

    para ver outras charges clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Mon Oncles


    quinta-feira, agosto 06, 2015

    The Alternate Endings of 20 Famous Movies





     Some of our favorite films could have turned out entirely different. Sometimes the directors simply changed their minds, and sometimes the test audience hated the original ending so much there was really no choice but to change it. Here's how 20 famous movies almost ended. Spoilers abound!

    read more and see the gallery
    The Alternate Endings of 20 Famous Movies | Mental Floss

    Via iris: EX MACHINA (Alex Garland, Inglaterra, 2015)


    Tenho um colega que foi escolhido para participar de um mega-Teste de Turing.
    Passar uma semana num ultralaboratório isolado, com um gênio cientista, convivendo com uma protótipa de robo feminino e avaliar seu nível de inteligencia artificial.

    O que aconteceu com ele? Só vendo esta ótima ficção científica.

    Por que falar da escravidão do Brasil em quadrinhos?



    Clique aqui e adquira o seu exemplar com desconto em nossa livraria!Cumbe traz contos de resistência, de personagens negros escravizados que sofrem os mais variados tipos de violência e que, n

    a convivência com o fantasma da própria morte, buscam saídas. Longe de qualquer sensacionalismo em relação às condições de vida dos escravos, o autor usa a poesia para mostrar essas saídas, que vão desde o combate armado até o puro delírio. Poesia que se materializa mais em forma de traços, símbolos e metáforas do que propriamente em textos. Cumbe é uma HQ silenciosa que tem como plano de fundo a solidão.

     "O livro Cumbe começou a partir de pesquisas sobre a escravidão no Brasil colonial. Mais do que dados quantitativos, minha intenção era falar da perspectiva dos africanos escravizados, mostrando seus modos de resistência, desde a busca mais individual até as formas de luta coletiva. Há poucas histórias desse tipo em formato de HQ e tentei mostrá-las de um jeito mais pessoal.
    "

    leia a entrevista de Marcelo D'salete​ para Carolina Ito​ >> 
    Por que falar da escravidão do Brasil em quadrinhos? — CartaCapital


    150722calunga20485x340.png

    Escolha um rosto para o Pixuleco, mascote da Lava Jato





    (Ribeirão Preto, SP)
    para ver outras charges clique em
    "marcadores: charges"

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Dilma - A Meta (REMIX) - By Timbu Fun

    quarta-feira, agosto 05, 2015

    Miss Piggy and Kermit The Frog Announce Split

     


    In easily the worst news that has ever been reported, Miss Piggy and Kermit the Frog announced on Tuesday they are splitting up.

    "After careful thought, thoughtful consideration and considerable squabbling, Kermit the Frog and moi have made the difficult decision to terminate our romantic relationship," Miss Piggy said on her official Facebook page. "We will continue to work together on television and in all media now known or hereafter devised, in perpetuity, throughout the universe."

    "However, our personal lives are now distinct and separate," she continued, "and we will be seeing other people, pigs, frogs, et al. This is our only comment on this private matter… unless we get the right offer. Thank you for your understanding." 

    read more
    Miss Piggy and Kermit The Frog Announce Split

    Musician Kalle Mattson Recreates 34 Classic Album Covers in Clever Music Video for ‘Avalanche’


    http://laughingsquid.com/musician-kalle-mattson-recreates-34-classic-album-covers-in-clever-music-video-for-avalanche/

    Musician Kalle Mattson Recreates 34 Classic Album Covers in Clever Music Video for ‘Avalanche’

    É dose pra leão!







    QUINHO 
    (Belo Horizonte, MG) 

    para ver outras charges 
    clique em marcadores:charges 

    Marcadores: ,

    Using Windows 10? Microsoft Is Watching




     Windows 10

    "The company is collecting data on much of what you do while using its new software.

    From the moment an account is created, Microsoft begins watching. The company saves customers’ basic information—name, contact details, passwords, demographic data and credit card specifics —but it also digs a bit deeper.

    Other information Microsoft saves includes Bing search queries and conversations with the new digital personal assistant Cortana; contents of private communications such as email; websites and apps visited (including features accessed and length of time used); and contents of private folders. Furthermore, “your typed and handwritten words are collected,"


    read the article by Lauren Walker >>
    Using Windows 10? Microsoft Is Watching:

    Zimbabwe has a lot more going on than the death of Cecil


     

    These are symptoms of a larger problem: the “cycle of poverty, poaching and political corruption” throughout Zimbabwe. “We’re outraged by trophy hunting, when in fact the real danger to wildlife across Africa is poaching,” Wright explains.

    What’s more, 90-95% of the country’s population is un- or underemployed. Most Zimbabweans are thus forced to live off the land: “This creates a cycle where there is deforestation, killing of wildlife, both to feed people but also as poaching because a rhino horn can get up to a quarter million dollars,” 


    Zimbabwe has a lot more going on than the death of Cecil | Public Radio International:

    Poet's Viral Video Wants To Help You Find Love On The Subway

    Stossel came up with the concept while waiting at the West 4th Street stop and realizing the ridiculousness of the subway ritual. "It was one of those times where it was taking forever and it was hot and sweaty and more and more people came and it got hotter and sweatier," he told the Daily Mail. "And all of the sudden I had this realization that we were 250 people staring into a tunnel."

    What if, Stossel asks, we paid attention to the myriad people around us? Could we learn something new? Make a friend? Fall in love?

    read more
    Poet's Viral Video Wants To Help You Find Love On The Subway

    watch it



    Dirceu atualiza o Facebook



    (Belo Horizonte, MG)
      
    para ver outras charges
     clique em marcadores:charges 

    Marcadores: ,

    terça-feira, agosto 04, 2015

    O Uber e o mito da panaceia tecnológica

     O Uber se apresenta como um fenômeno da “economia compartilhada”, mas a ideia é desonesta. O aplicativo nada mais é do que uma empresa agressiva tentando maximizar seus lucros



    uber-taxistas

     "Talvez seja até o melhor exemplo que temos atualmente de um capitalismo desenfreado abastecido por enormes reservas de capital que primeiro destroem a competição para depois monopolizar o mercado (o exemplo da Amazon). Com um exército de lobistas e de advogados, o Uber vem penetrando mercados de maneira beligerante, curvando governos municipais aos seus desejos e colecionando multas por não dar ouvidos aos reguladores.

    Fica também a dúvida quanto à ética do sistema de surge pricing (onde os preços aumentam simultaneamente com a demanda) adotado pela empresa. O Uber foi criticado severamente quando seus preços explodiram durante o sequestro em massa que ocorreu em dezembro de 2014 em Sydney  (o preço mínimo para usar o serviço subiu para 100 dólares australianos).

    Hoje, em 2015, temos a Uber estimada em mais de 40 bilhões de dólares, o seu CEO com seus 5.3 bilhões de patrimônio e seus motoristas autônomos (“driver partners”, de acordo com a “novilíngua” do Silicon Valley) — esses últimos cada vez mais desiludidos com o potencial econômico de um trabalho instável ao mesmo tempo em que ameaçam o ganha pão de milhões de taxistas pelo mundo."

    leia o artigo de Patrick Luiz Sullivan De Oliveira >>
    O Uber e o mito da panaceia tecnológica — CartaCapital: O Uber e o mito da panaceia tecnológica

    pela cochlea: Wilco - You Satellite

    Somehow
    A satellite
    Can of light
    It's so red

    Unbottle the halo, a satellite
    Can chains change any failure
    When all alone

    Someone can change it, follow on
    Sometimes, I don't hate it lately
    What I don't know I'm gonna bleed it away

    segunda-feira, agosto 03, 2015

    Conta de luz segue alta em agosto




    (São José do Rio Preto, SP)

    para ver mais charges
    clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Mega, blaster, uber

    "Entro no táxi. Bato a porta. Não fechou. “Bate de novo”. Bato. “Não fechou, com mais força”. Bato outra vez. “Não precisava bater com tanta força”. Fechou. “A senhora vai pra onde?’’ Santa Teresa. “Ih, já vi que hoje não é meu dia de sorte, dona”. Superado aquele estranhamento inicial, a corrida, finalmente, começa. É dada a largada. Eu me encaixo numa depressão do banco velho. As janelas estão abertas. Sabe aquele Corcel velho? Comento que faz calor para, quem sabe, dispensar um pedido formal de ar-condicionado. “É, isso aqui é a sucursal do inferno!” Desisto. Que venham as baforadas do capeta."

    continue lendo na coluna de Carla Rocha >>
    naofo.de |

    No trilho do trem, morreu na contramão atrapalhando o tráfego

    "Um vendedor é atropelado e morto por um trem no Rio de Janeiro e a SuperVia, empresa responsável pela linha, manda o condutor de outra composição passar por cima do corpo para que não ocorressem atrasos."

    "Com o banimento do tempo qualitativo e pessoal e toda a sujeição da vida ao tempo linear, quantitativo, repetitivo, automatizado, frio, a gente vai se tornando alheio ao que significa o passar desse tempo e para que o colocamos para correr."

     leia mais neste post de LEONARDO SAKAMOTO
    No trilho do trem, morreu na contramão atrapalhando o tráfego - Cotidiano - Cotidiano

    pela cochlea: Edu Lobo - No cordão da saideira (1967)



    Tempo da praia de ponta de pedra
    Das noites de lua, dos blocos de rua
    Do susto é carreira na caramboleira
    Do bomba-meu-boi
    Que tempo que foi
    Agulha frita, munguzá, cravo e canela
    Serenata eu fiz pra ela
    Cada noite de luar

    domingo, agosto 02, 2015

    AGOSTO





    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges clique em"marcadores: charges





    Marcadores: ,

    Redução da maioridade penal: O morto que denunciou o repórter



    "Um repórter entrevistar um morto não é mesmo algo banal. Pode provocar várias questões, a começar pelo que faz um repórter de programa policial não reconhecer um morto quando está diante de um, tão acostumado está a ver corpos submetidos no chão e a submetê-los com seu microfone. Mas por que essas questões foram apagadas e o episódio se tornou apenas “curioso” ou “bizarro” ou “ridículo”? Se este morto no chão fosse branco, vestido com roupas caras, numa área “nobre” de Aracaju, estas ainda seriam as perguntas do repórter? E esta morte ainda seria um não fato? Se a resposta sobre o território de origem dos garotos imobilizados fosse um endereço de classe média, a “gafe” do repórter ainda seria a notícia sobre a notícia? Se fosse um jovem rico, as imagens do seu corpo estirado ainda seriam exibidas, reproduzidas e replicadas sem nenhum clamor sobre o desrespeito com o morto e com aqueles que o amam?

    A notícia sobre a notícia, os olhos sobre os olhos, é o “mico” do repórter. Em alguns portais, ela foi postada nas editorias de “entretenimento” ou “TV” ou “diversão”. Podemos concluir, então, que há mortos que viram entretenimento."

    "Alguns —ou até muitos— podem argumentar que “esse tipo de jornalismo é assim mesmo, não há por que se espantar”. Bem, se é assim mesmo, é preciso lembrar que esse mau jornalismo é praticado em vários programas como este, assistidos diariamente por milhões de brasileiros, que formam sua opinião a partir de “reportagens” como esta. Assim como pautam sua vida a partir da convicção sobre o que ali é apresentado como “realidade”.

    Essa desinformação calculada é colocada a serviço da produção de realidade: uma maioria a favor da redução da maioridade penal por várias razões, mas também porque é convencida —e gosta da comodidade de ser convencida— de que o problema da violência no Brasil são adolescentes criminosos e impunes. "

    leia mais na coluna de Eliane Brum​ >> 
    Redução da maioridade penal: O morto que denunciou o repórter | Opinião | EL PAÍS Brasil

    Luiz Fernando Pezão, Arthur Nuzman, vocês não têm vergonha?




    "O Rio está prestes a passar pelo maior vexame de sua história. Vai mostrar para o mundo que não passa de uma cidade abandonada numa paisagem bonita rodeada de um mar de cocô.

     Posso entender que tanto os governos quanto o COB simplesmente não tenham vergonha de mentir descaradamente sobre a merda que banha a cidade para quem mora nela. Não é de hoje que o cidadão está largado à própria sorte –ou ao próprio esgoto.

    Mas eu quero ver com que cara de pau essa gente vai tentar convencer o mundo que não há problema em praticar esportes em litros e litros de cocô.

    Tenho vergonha de viver na merda todos os dias sem que nada seja feito. É um crime o que se vai fazer com os atletas, mas é um crime ainda maior o que se faz com o cidadão do Rio de Janeiro há décadas."

    leia a coluna de Mariliz Pereira Jorge​ >> 
    naofo.de |

    Oposição recusa diálogo




    (Rio de Janeiro, RJ)
      
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Tulipa Ruiz & Metá Metá - Algo Maior


    Tá pra nascer algo maior
    Que vá tirar do lugar as coisas
    Que cismam em não andar

    Tá pra nascer algo maior
    Que tudo o que você já viu, leu, sentiu, soube ou ouviu

    Não sinta medo e nem dó
    De ser feliz e se soltar
    De saber bem o que lhe convém

    Tá pra nascer quem viva só
    Pois de me, myself and I
    Já basta eu, você e nada mais

    Não se apavore haja o que houver
    Siga atentamente as instruções vide bula atrás

    Tá pra nascer algo entre nós
    Que pode trazer consequências irreversíveis, perturbar

    Sim vai chover, vai ser melhor chuva, chuva
    Chuva que só troveja mas não cai

    (Tulipa Ruiz - Gustavo Ruiz - Luiz Chagas)

    Tá pra nascer algo maior
    Que vá tirar do lugar as coisas
    Que cismam em não andar

    Tá pra nascer algo maior
    Que tudo o que você já viu, leu, sentiu, soube ou ouviu

    Não sinta medo e nem dó
    De ser feliz e se soltar
    De saber bem o que lhe convém

    Tá pra nascer quem viva só
    Pois de me, myself and I
    Já basta eu, você e nada mais

    Não se apavore haja o que houver
    Siga atentamente as instruções vide bula atrás

    Tá pra nascer algo entre nós
    Que pode trazer consequências irreversíveis, perturbar

    Sim vai chover, vai ser melhor chuva, chuva
    Chuva que só troveja mas não cai

    (Tulipa Ruiz - Gustavo Ruiz - Luiz Chagas)



    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER