This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    quarta-feira, outubro 09, 2013

    Brasil no Tunel do Amor

     
    SID
    (Salvador, BA)
     
    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges 
     

    Marcadores: ,

    Norma Benguell






    (do meu acervo de revistas, 1968)

    Escritores brasileiros aproveitam vitrine de Frankfurt para fazer protestos



    "O texto informa que os signatários apoiam a greve de professores no Rio, "como parte da luta pela melhoria da qualidade do ensino público no Brasil", e repudiam a violência policial, pedindo "um amplo debate sobre a atuação da polícia no país". 

    Outro assunto que deve ganhar espaço no evento é o debate em torno da obrigatoriedade de autorização prévia de retratados para a publicação de biografias no Brasil."

    leia mais
     Folha de S.Paulo - Ilustrada - Escritores brasileiros aproveitam vitrine de Frankfurt para fazer protestos - 07/10/2013:

    terça-feira, outubro 08, 2013

    Bicho cresceu no Rio com ajuda de torturadores



    A partir dos anos 1970, um pequeno pelotão de agentes migrou dos porões da tortura para as fileiras do jogo do bicho, levando junto a brutalidade, a arapongagem e a disciplina da guerra suja contra as esquerdas. Bicheiros ajudaram a perseguir inimigos do regime, e a ditadura retribuiu com proteção e impunidade.

    Os resultados dessa aliança, pouco depois, seriam vistos com a consolidação de uma nova cúpula do bicho — a verticalização do poder, a eliminação gradual de lideranças de pequeno e médio porte, a anexação de territórios antes fracionados e a organização de rotinas.

     leia reportagem de CHICO OTAVIO & ALOY JUPIARA
     Bicho cresceu no Rio com ajuda de torturadores - Jornal O Globo:

    Amar é...


     
     
    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Troca-troca: Novos partidos prometem verba para atrair deputados

     As negociações dos dois novos partidos políticos do Brasil para filiar cerca de 50 deputados federais envolvem a entrega a eles do comando político das siglas nos Estados e a promessa de um generoso rateio do dinheiro do Fundo Partidário, algo entre R$ 3 e R$ 3,80 por voto recebido pelos congressistas. 

    Os parlamentares que negociam com os dois partidos são do chamado "baixo clero", grupo de pouca expressão política nacional. Hoje são apenas mais um nas suas bancadas estaduais, sendo que vários estão rompidos com a direção regional. 

    Com o ingresso no Solidariedade e no Pros, vão assumir o comando regional da legenda, o que lhes dará o direito de controlar não só o dinheiro do fundo partidário como a propaganda partidária na TV, outro mecanismo essencial à sobrevivência política dos parlamentares.

     leia mais:
     Folha - Poder - Novos partidos prometem verba para atrair deputados:

    Tirando leite do pau



    (Campinas, SP)

    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    pela cochlea: Romulo Froes & Arnaldo Antunes: Rap em Latim (Nuno Ramos) :

    A mina agora tava embaixo de mim
    Me dando mole pro meu verso ruim
    Adoro a foto da capa, incrível como isso passa
    Eu ouço a música morta, não toca no rádio
    Meu bem, melhor que um novo milênio
    É esperar sozinho um novo silêncio
    Só de chuva e tambor, batuque feito de pó
    Um carnaval só pra dois, só pra nós dois
    A mina agora tava dentro de mim
    Gemia um berro um baque um rap em latim
    Eu entendia o latim, eu entendia e era bom
    A mina dentro de mim, melhor impossível



    Elio Gaspari: Joaquim Barbosa chafurdando

     

     O colunista Elio Gaspari também bateu firme no presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, que tentou demitir a esposa de um jornalista do Estado de S. Paulo; segundo ele, o ministro "acha que se pode descarregar sobre as atividades profissionais das mulheres os desconfortos que se gostaria de impor aos maridos"

    leia aqui: 
     Gaspari 2: Barbosa estaria "chafurdando" | Brasil 24/7:

    PM mostra serviço


    (Vila Velha, ES)
     
    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    13 of the Year's Best Infographics




    So what do all these infographics have in common? What, ultimately, qualified a piece for the designation of one of the year’s best?Cook spells out some criteria in the introduction: intellectual power, aesthetic sophistication, and emotional impact. But another thing Cook looked for was a sense that the pieces understood the questions they were trying to answer, and took a form that helped readers find those answers.

    read and see the gallery
    13 of the Year's Best Infographics | Wired Design | Wired.com:

    Gregório Duvivier - Porque a maconha não pode ser legalizada

     leia mais:
    Folha de S.Paulo - Colunistas - Gregório Duvivier - A coluna inútil daquele maconheiro - 07/10/2013:


    Como vocês sabem, os jovens (e o FHC) estão querendo legalizar a erva. Eu, que nunca fumei nem pretendo fumar, mas sei que ela é danosa, pois só quem fuma é marginal, venho por meio desta carta pedir que o jornal explique ao leitor jovem (e para o FHC) por que é que ela não pode ser legalizada. Para ajudá-los, recolhi alguns argumentos entre meus amigos do clube militar.

    domingo, outubro 06, 2013

    pela cochlea: Gogol Bordello - We Rise Again

    Borders are scars on the face of the planet

    foi mal, fessora








    (Rio de Janeiro, RJ)

    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    Deu no New York Times: Police Officer in Brazil Jokes on Facebook About Breaking Truncheon On Protesting Teacher



    "The officer — who goes by Tiago Tiroteio, or Tiago Shootout, on the social network — captioned his photograph with a sarcastic apology that roughly translates as, “My bad, Teach!” Police officials said they were still trying to identify the officer."

    "According to Globo’s journalists, this video seems to show that the officers planted explosives on a young protester they then detained for possession of the incendiary devices in full view of the team’s camera."

    read it here
    Police Officer in Brazil Jokes on Facebook About Breaking Truncheon Over Protester - NYTimes.com

    Marina morena marina, voce se filiou...



    (Joinville, SC)
    para ver outras charges clique em"marcadores: charges


    Marcadores: ,

    Neta negra, avô nazista



    por Graça Magalhães-Ruether  

     Aos 38 anos, a alemã Jennifer Teege descobriu um segredo de família que abalou para sempre a sua existência. Filha de uma alemã e de um nigeriano que pouco depois do nascimento tinha sido levada para um orfanato - de onde mais tarde foi adotada por um casal de Munique -, ela descobriu que era neta de Amon Göth, o carrasco nazista do campo de concentração de Plazow, na Polônia, que ficou famoso como o símbolo do mal com o filme “A Lista de Schindler”, de Steven Spielberg. 
     
    Göth, o pai de Monica, um sádico que encontrou no regime nazista a oportunidade de viver livremente as suas tendências, teria deixado para a sua família, quando foi enforcado, em 1946, depois de condenado à morte por um tribunal americano, uma maldição. A mulher, Irene, que vivia entre veneração ao marido e momentos de horror, suicidou-se quando se lembrou de tudo o que tinha acontecido ao ver o filme de Spielberg. A filha vivia em tratamentos psiquiátricos. Já as netas tiveram caminhos diferentes. A primeira, de pele escura, foi dada para a adoção. A segunda, do seu relacionamento com um alemão, parece ter optado pelo reconhecimento do seu terrível avô, pois batizou o seu filho com o nome de Amon.

    Antes do café da manhã, Göth atirava nos trabalhadores escravos do campo de concentração de Plazow, perto da cidade de Cracóvia, que hoje faz parte da Polônia. Depois do café, ele recebia as fichas dos que tinham sido mortos e mandava matar também os parentes, para que ninguém precisasse ficar de luto, como costumava dizer cinicamente. Os que não morriam a tiros, eram mortos pelos cachorros do nazista, que acompanhava tudo com o maior interesse.

    leia mais


    pela cochlea: THE YOUNGSTERS - GENTE DEMAIS

    Levei meu broto à praia
    Pra passear
    Mas se admirem voces
    não tinha lugar

    Havia gente demais!


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER