This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sábado, março 02, 2013

    Donos de buate vão continuar presos


    (Belém, PA)
     
    para ver outras charges clique em marcadores:charges  

    Marcadores: ,

    Simpsons lançam "Homer Shake", nova paródia de vídeo viral

    leia aqui: 

    Folha de S.Paulo - Ilustrada - Simpsons lançam "Homer Shake", nova paródia de vídeo viral - 01/03/2013

    veja aqui

    Jack White - I'm Shakin'

    Yeah, when you touch my hand and talk sweet talk
    I got a knockin' in my dizzard, a wobblin' in my walk
    And I'm tremblin'
    That's right, you got me shakin'

    When you take me in your arms and talk romance
    My heart starts doin' that Saint Rita dance
    And I'm ventin'
    Ohh and I'm shakin'


    O que interessa a Laerte é acabar com as imposições do que é um homem ou uma mulher.


     

    A ideia de Laerte/Sônia não é ter duas personalidades nem dois sexos (só dois nomes). O que interessa a ele é acabar com as imposições do que é um homem ou uma mulher. Ele não quer ser nem um nem outro, e sim um transgênero. Ou "transgênera", como prefere, em mais uma subversão (o termo é usado no masculino). Os dois irmãos são próximos. "Nossos caminhos são diferentes, mas lidamos com a mesma realidade. E entramos em atrito com as regras desse jogo."

    O que está em questão aqui é mais do que a realização pessoal, é uma luta contra os estereótipos. "Reivindicamos o direito de ser dono do próprio corpo. Eu quero ser forte, rápida, flexível. Não importa o aparelho genital com que nasci", diz Marilia.

    Pedro Ivo Thomé

    leia mais 
    Folha de S.Paulo - Serafina - 'Quero peitos de silicone, mas não mexo em nada lá embaixo', diz Laerte - 24/02/2013
     
    foto de Bob Wolfenson

    sexta-feira, março 01, 2013

    Via iris: ROUTE IRISH (Ken Loach, Reino Unido, 2010)

    Ah, que bom que acabou a temporada do Oscar! Posso voltar a ver cinema de verdade...

    Para me desintoxicar de Argos, Zero Dark Thirties e tais, vi este filme de Ken Loach, basicamente sobre a atuação de mercenários na Guerra do Iraque.

    Route Irish mostra inclusive como - ao contrário do papo da Dona Bigelow - a tortura não é um método de coleta de informações confiável.

    Thriller com sentimentos humanos. E apropriado para um dia em que muito se falou de Bradley Manning (e o vídeo que divulgou com a festa de americanos metralhando inocentes).

    pela cochlea: Kaiser Chiefs - If You Will Have Me -

    I don't know if you'll hear this song
    But if you do you're not alone
    So dance while you can and cry while you can
    Let the world go around

    And if you will have me
    I want to be the son that I was
    And if you will have me
    I want to be the boy from the photograph


    A rara coragem de Bradley Manning




    : Quando tinha 22 anos, o cabo Bradley Manning entregou documentos secretos a WikiLeaks. Entre esses documentos, o vídeo conhecido como “Collateral Murder” [Assassinato Colateral], em que se veem militares norte-americanos num helicóptero Apache, assassinando 12 civis desarmados, dos quais dois eram jornalistas da Agência Reuters, e ferindo duas crianças. Assista a versão completa.

    veja artigo de MARJORIE COHN
    redecastorphoto: A rara coragem de Bradley Manning

    Partiu Papa


    (Recife, PE) 
     
    para ver outras charges clique em marcadores:charges  

    Marcadores: ,

    Looking Back, I Think My Tanzanian Pen Pal Was Actually Just My Mom

    Evan Williams 




    : Hi Zakayo, My name is Evan. I am 9 years old. I like videogames, skateboarding and sleepovers!!! In that order. What do you like? I don’t like vegetables, cleaning my room, and when my parents get angry.

    read more
    Looking Back, I Think My Tanzanian Pen Pal Was Actually Just My Mom – The Bygone Bureau

    Elio Gaspari: A Marinax de Eike Batista




    clique no artigo de ELIO GASPARI para le-lo num tamanho maior 


    quinta-feira, fevereiro 28, 2013

    pela cochlea: Shanghai Divas -Li Xiang Ian - Plum blossom (Ian Widgery remix)

    Vi: LIFE OF PI (Ang Lee, EUA, 2012)

    O último dos filmes indicados ao Oscar que não tinhamos ainda visto

    . Um delirio visual, cenas belíssimas em alto mar, prodigios tecnologicos na recriação de tigres e outros bichos, recobrem história edificante (e rala) onde a fantasia impera sobre a realidade.



    Bad Sex Awards 2012: The Worst Sex Scenes Of The Year





    Today, The Literary Review began tweeting passages from some horrible sex scenes throughout literary history (even Keats was included) under the hashtag #LRBadSex2012. Most are riddled with awkwardly scientific descriptions and horse references. Others include too many exclamation marks! And still others are weirdly flippant, such as our favorite: "I spanked her bottom and cranked up the tunes."

    read more
    Bad Sex Awards 2012: The Worst Sex Scenes Of The Year

    Papa faz ultima aparição publica como Papa



    (Curitiba, PR)
     
    clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges  

    Argo fuck yourself: whu Argo shouldn't be Best Picture



     Instead of keeping its eye on the big picture of revolutionary Iran, the film settles into a retrograde “white Americans in peril” storyline. It recasts those oppressed Iranians as a raging, zombie-like horde, the same dark-faced demons from countless other movies— still a surefire dramatic device for instilling fear in an American audience. After the opening makes a big fuss about how Iranians were victimized for decades, the film marginalizes them from their own story, shunting them into the role of villains. Yet this irony is overshadowed by a larger one: The heroes of the film, the CIA, helped create this mess in the first place. And their triumph is executed through one more ruse at the expense of the ever-dupable Iranians to cap off three decades of deception and manipulation.

    read article by 

    Marco Antonio Villa: Os Donos do Senado


     

    O fim do regime militar, paradoxalmente, acabou dando nova vida aos coronéis. Eles entenderam que o Congresso Nacional seria — como está sendo nas últimas três décadas — o espaço privilegiado para obter vantagens, negociando seu apoio a qualquer tipo de governo, em troca da manutenção do controle local. Mais ainda, a ampliação do Estado e de seus recursos permitiu, como nunca, se locupletar com os bancos e empresas estatais, os recursos do orçamento federal e, mais recentemente, com os programas assistenciais. 

    A modernização econômica e as transformações sociais não levaram a nenhuma alteração dos métodos coronelísticos. A essência ficou preservada. Se no começo da República queriam nomear o delegado da sua cidade, hoje almejam uma diretoria da Petrobras. A aparência tosca foi substituída por ternos bem cortados e por uma tentativa de refinamento — que, é importante lembrar, não atingiu os cabelos e suas ridículas tinturas, ora acaju, ora preto graúna.

    leia mais
    Coronelismo | Blog do Marco Antonio Villa

    pela cochlea: Sandy Denny - Crazy Lady Blues

    Eles roubaram o futuro de Kevin, diz mãe de boliviano morto em jogo do Corinthians




    Folha de S.Paulo - Esporte - Eles roubaram o futuro de Kevin, diz mãe de boliviano morto em jogo do Corinthians - 28/02/2013

    Eles roubaram o futuro de Kevin, diz mãe de boliviano morto em jogo do Corinthians




    Folha de S.Paulo - Esporte - Eles roubaram o futuro de Kevin, diz mãe de boliviano morto em jogo do Corinthians - 28/02/2013

    Corinthians destorcida

    (Rio de Janeiro, RJ)
     
    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    quarta-feira, fevereiro 27, 2013

    Oscar? E nós com isso? -

    Todo ano observo com perplexidade, misturada a algum tédio e uma dose de revolta, a atenção imensa e generalizada que se presta à premiação do Oscar. Entre, digamos, as instituições culturais mundiais, o Oscar é uma das mais anacrônicas. Trata-se de uma cerimônia de autocelebração do cinema estadunidense, onde se premia a cinematografia deles, mais exatamente, certa cinematografia deles — e a que não faltam a categoria de melhor filme estrangeiro e eventuais exceções inesperadas ocupadas por estrangeiros em outras categorias para confirmar a regra do provincianismo à americana, que é a autossuficiência.

     leia a coluna de FRANCISCO BOSCO
    E nós com isso? - Jornal O Globo:

    pela cochlea: Step Lightly by Clifford Brown & Max Roach

    The Seinfelding of Comedy: In Defense of Seth MacFarlane


     
    Seth Macfarlane Oscars 
     Seth MacFarlane is a comic. He doesn't pretend to be anything else. He's an edgy, irreverent, off-color satirist who clearly doesn't give a shit what anyone thinks. The producers knew exactly who they were buying when they hired him, and viewers knew what to expect when watching him. It's a bit absurd to hire Seth MacFarlane, watch Seth MacFarlane, and then be offended because he's, well, being Seth MacFarlane. That people are now drowning in a sea of self-righteous indignation over his performance is laughable and frightening at the same time.

    Comedy, like art in general, is incredibly personal and subjective. We have a right to voice our opinions (key word "opinions") as to what's funny and what isn't. But the criticism becomes dangerous, and takes on a whole new ugliness, when entertainers are attacked for being "offensive, sexist and racist" simply because some folks may dislike the content and/or fail to see the humor. That sort of mass condemnation typically leads to censorship

    Hollywood and the New York literati is full of self-righteous, self-important hypocrites who constantly sit in judgment of others while they themselves churn out like a factory the very same "offensive" material they thumb their noses at. Hollywood, which is so ridiculously aghast over MacFarlane's bit, produces more films about child abuse, gang rape, incest, hookers, strippers, 3-ways and horrific violence against women than he could ever imagine.

    read  more

    Lá / Cá



    (Joinville, SC)
     
    para ver outras charges clique em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Kenya - Study Details Poachers’ Toll - NYTimes.com




    Tens of thousands of African elephants are being slaughtered each year, more than at any time in decades, to meet the rising demand for ivory in Asia’s rapidly growing economies.

    “Ivory demand and prices have reached a point at which poachers are willing to target well-protected, closely monitored populations,”

    read more
    Kenya - Study Details Poachers’ Toll - NYTimes.com

    In Thailand, a Broader Definition of Insulting Royalty



     In recent years, dozens of people have been convicted of insulting the king and his family. Among them are a Swiss man sentenced to 10 years in prison in 2007 for defacing posters of the king; a naturalized American citizen convicted in 2011 for translating a banned biography of the king, which asserted that he has been more involved in politics than is generally recognized in Thailand; and a Thai truck driver who received a 20-year prison term for sending explicit text messages that insulted the king and queen.

    : In sentencing a former protest leader to two years in prison, a court ruled that the defendant was liable not only for what he said, but also for what he left unsaid.

    read more

    In Thailand, a Broader Definition of Insulting Royalty - NYTimes.com

    terça-feira, fevereiro 26, 2013

    Pela COCHLEA: Rodrigo Campos - Rua Três - São Mateus não é um lugar assim tão longe


    Ele não sabia como explicar
    Tinha trinta anos de repente, ali
    Era o gurufim
    do Mané da Três
    Ex-vizinho de portão,

    Já fazia tempo não voltava ali
    Tinha vinte e nove uma semana atrás,
    Quase era feliz, não como sonhou
    E o Mané desencarnou


    Socialista Morena » Não são os EUA que financiam Yoani; é Cuba e a esquerda arcaica

     

     " Tão risível quanto achar que aqueles meninos militantes de movimento estudantil que fizeram protestos são “orquestrados por Cuba”, como perpetraram alguns jornalistas brasileiros, é achar que é culpa dos Estados Unidos que Yoani Sánchez, uma mera blogueira, tenha se tornado a principal voz da oposição ao regime dos Castro. Sorry, mas a história não é bem essa.

    Mas e a mídia, vocês me perguntarão, também não teve o seu papel, insuflando Yoani, dando-lhe espaço e colunas em jornais? Ora, o que vocês esperam da “mídia burguesa”? Que ela dê espaço a revolucionários de esquerda favoráveis ao socialismo? Obviamente a imprensa adorou a confusão toda, perfeita para pespegar o rótulo de trogloditas antidemocráticos que tanto adora carimbar na esquerda –neste caso, com sua própria ajuda. "

    leia mais em Cynara Menezes
    Socialista Morena » Não são os EUA que financiam Yoani; é Cuba e a esquerda arcaica:

    Festa de 10 anos do PT no poder deu bolo

     
    (São Paulo, SP)
     
    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges

    Marcadores: ,

    segunda-feira, fevereiro 25, 2013

    Poucas coisas são mais constrangedoras do que um velho ou velha tentando ser jovem. Daqueles que numa festa contam piadas "atrevidas"para mostrar como são antenados.

    De nada adianta o pessoal do Oscar colocar Seth McFarlane como apresentador para atrair a "garotada" se logo recheiam o programa com numeros dança/musicais cafonas. Barbra Streisand? Quem? O que?

    Aí é que está. A entrada de Streisand foi ótima. A Academia do Oscar deveria esquecer o publico jovem que não vai ver o Oscar de qualquer maneira (na hora de Waking Dead?) e assumir que é um evento para velhos nostálgicos do cinema, gente ligada em moda e gays adoradores de divas. Gente que aprecisa Shirley Bassey. Relaxar e cair dentro disso.
    Faria bem melhor. Ou, pelo menos, não passaria por tanto ridículo.

    Patético.

    American Dud: Seth MacFarlane’s Awkward Oscars





    The problem — and the problem with his whole table-setting performance — is: first, a meta-joke about telling an unfunny joke is still an unfunny joke.

    But I can’t blame MacFarlane for all of that. It was a clunkily produced, drearily long show, with some truly horrid scripted patter that stranded some talented actors. (A quintet from The Avengers cast needed a superhero to rescue them from an endless introduction.) And there were some flat-out bizarre production choices, like the decision to play off long-winded winners with the music from Jaws–which might have worked as a gag, once, except it really wasn’t one. They were just actually playing people off to Jaws.

    read more
    American Dud: Seth MacFarlane’s Awkward Oscars | TIME.com

    Oscars recap: Forget Seth MacFarlane's sexist jokes. This was the End of Men Oscars.

     

    In spite of MacFarlane’s steady stream of lady-diminishing wisecracks (about Jessica Chastain’s character in Zero Dark Thirty being a typical grudge-holding woman, Quvenzhané Wallis soon being old enough to date George Clooney, etc.) it was a night dominated by a trio of powerful, glittering, seemingly indomitable women: 76-year-old Shirley Bassey in a bronze column dress, belting the Bond theme “Goldfinger” with old-time showbiz bravura; Adele in sparkly silver, bringing down the house with a magnificently simple (if poorly sound-mixed) rendition of her own 007 song, “Skyfall,” which went on to win Best Song; and, in the only real gasp-worthy surprise of the night, Michelle Obama in severer, more armor-like silver, appearing live from what appeared to be a West Point dress ball to announce the award for Best Picture.

    readmore
    Oscars recap: Forget Seth MacFarlane's sexist jokes. This was the End of Men Oscars. - Slate Magazine: 

    pela cochea> Villagers - Earthly Pleasure

    And so he frantically described to her the kingdom at her feet
    As she continued with her manicure and poured another tea
    As he was recounted tales of misery and suffering and pain
    She was yawning at the ceiling, so he had to up his game
    The only thing that children cherish is to move up the ranks
    Lucifer is in our court, beelzebub is in our banks
    And if you don't cooperate with us, we'll hound you til you're dead
    So she granted him a wish and let him write it on her head
    And when he read it back to her, this is all it said:

    Pepe Escobar: Cinema a serviço da CIA

    " Mas que ninguém se engane: como representação suprema do complexo pós-moderno militar-industrial-de segurança-Hollywoodiano, nada chega sequer próximo de fazer mais bem feito que A hora mais escura."

    leia mais
    Cinema a serviço da CIA

    domingo, fevereiro 24, 2013

    Concorrentes ao Oscar: Les Miserables



    (Campinas, SP)


    para ver outras charges clique 
    em"marcadores: charges

    Marcadores: ,

    Via IRIS: THE MASTER (dir & rot Paul Thomas Anderson, EUA, 2012)

    Finalmente, um filme que está competindo ao Oscar 2013 que seja realmente interessante.

     Paul Thomas Anderson (Magnolia, There will be Blood) adota uma narrativa eliptica, uma historia que vagueia como os errantes seres dessa america pos-guerra.

     O filme é um duelo e uma dança entre os personagens de Joaquin Phoenix e Philip Seymour Hoffman (ambos magnetizantes)onde a busca desesperada de um encontra o balsamo estranho da seita que alegadamente seria a (picareta) Cientologia.

     Freddie Quell mistura thinners e outras substancias exdrúxulas em coqueteis que explodem nas gargantas. The Master é também uma bebida insólita, mas desce lentamente e vai batendo depois.

     Fotografia de Mihai Milamare e trilha de Johnny Greenwood (Radiohead) também excelentes.

    The 10 Worst Moments in Oscar History

    : Sunday night is Oscar night, you guys — are you as excited as we are? No? Rest assured, this year’s Academy Award ceremony will be… well, it will certainly be something! Perhaps it will be classy and modest, filled with entertainment and good cheer and subtle but self-deprecating wit. No, wait, I just remembered that Seth MacFarlane will be hosting, so scratch all that.

    read more
    The 10 Worst Moments in Oscar History – Flavorwire

    Concorrentes ao Oscar: A Vida de PatroPi





     
     
    (Fortaleza, CE)
     
    para ver outras charges clique 
    em marcadores:charges
     

    Marcadores: ,

    Império da embalagem - HÉLIO SCHWARTSMAN

    A chave para o sucesso eleitoral não está em apresentar propostas boas e realizáveis, mas em associar a imagem do candidato a emoções positivas e a de seu rival a negativas. A versão prevalece sobre o fato.

    leia aqui a coluna
    PERCA TEMPO - O BLOG DO MURILO: Império da embalagem - HÉLIO SCHWARTSMAN:

    Com ajuda da internet, comediante torna-se a sensação da campanha - 24/02/2013

     Beppe Grillo, 64, é cômico de origem, mas ninguém mais está rindo dele na campanha eleitoral. Na verdade, ele é quem está rindo dos concorrentes, aos quais desafia em cada um de seus comícios de massa ao grito de "rendam-se, vocês estão cercados pelo povo italiano".

    leia mais
    Folha de S.Paulo - Mundo - Com ajuda da internet, comediante torna-se a sensação da campanha - 24/02/2013


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER