This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sábado, novembro 26, 2011

    Pela COCHLEA: Triste Cuica & Século do Progresso, de Noel Rosa, com Cristina Buarque e Henrique Cazes

    Triste Cuíca/ Século Do Progresso by Cristina Buarque & Henrique Cazes on Grooveshark

    Marcadores:

    De como a desinibida New Yorker vetou uma capa de Robert Crumb

    Amplify’d from zelmar.blogspot.com
    O americano Robert Crumb, um dos maiores cartunistas do mundo, revelou um ponta de farisaísmo do decantado liberalismo nova-iorquino.
    A revista New Yorker vetou um desenho dele para a capa sobre o casamento gay, sem nenhuma explicação.
    "Não espero desculpas. Mas, se vou desenhar para eles, preciso saber quais são os critérios pelos quais aceitam ou rejeitam trabalhos."
    Segundo Crumb, na sala do editor de capas as paredes estão cobertas com trabalhos rejeitados.
    Read more at zelmar.blogspot.com
     

    The Gayest Story Ever Told: Why Did the ‘New Yorker’ Reject This R. Crumb Cover?

    Amplify’d from www.vice.com
    Did the rejection offend you?

    I’m in a privileged position because I don’t need the money. When you go to the cover editor’s office, you notice that the walls are covered with rejected New Yorker covers. Sometimes there are two rejected covers for each issue. I don’t know what the usual policy is, but I was given no explanation from David Remnick, the editor in chief, who makes the final decisions.
    Did you receive an apology?

    An apology? I don’t expect an apology. But if I’m going to work for them I need to know the criteria for why they accept or reject work. The art I made, it only really works as a New Yorker cover. There’s really no other place for it. But they did pay me beforehand—decent money. I have no complaint there. I asked Françoise what was going on with it and she said, “Oh, Remnick hasn’t decided yet…” and he changed his mind several times about it. I asked why and she didn’t know. Several months passed. Then one day, I got the art back in the mail, no letter, no nothing.
    Read more at www.vice.com
     

    Palestina na UNESCO: uma derrota contundente

    Amplify’d from oglobo.globo.com
    Uma esmagadora maioria de 107 países contra 15 dissidentes aprovou a participação da Palestina nos quadros da Unesco.

    Contudo, a Unesco e a Palestina mereceram duro castigo. Seu desafio à vontade da Aliança Inquebrantável, única na história da América do Norte, resultou numa avalanche de punições:

    1. Os Estados Unidos suspenderam sua contribuição anual de 70 milhões de dólares à Unesco, representando 30% do orçamento da instituição.

    2. Israel suspenderá sua contribuição de 2 milhões de dólares.

    3. Israel sonegará 100 milhões de dólares devidos à Palestina, conforme tratado de devolução de impostos.

    4. Ainda, em represália, novos assentamentos ilegais foram liberados.

    Estas iniciativas servem para adiar, mais uma vez, o processo definidor das fronteiras palestinas. Prorrogam mais uma vez a devolução das terras subtraídas. Ignoram a Primavera Árabe e sua inevitável percepção de injustiça cometida. Quais serão as consequências?

    PEDRO LEITÃO DA CUNHA
    Read more at oglobo.globo.com
     

    tumulto nas matas sem multas



    (São Paulo, SP)
     
     
     
     
    (Belém, PA)
     
    clique nas charges para ve-las em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges   


     

    Marcadores: , ,

    O protesto dos ‘globais’ acertou o alvo

    Amplify’d from www.cartacapital.com.br
    Num tempo em que empresas, inclusive de comunicação, instauram como política interna a proibição das livres manifestações nos sites de relacionamento, como o Twitter, um grupo de atores, entre eles Maitê Proença, Cissa Guimarães e Marcos Palmeira, decidiu dar as caras desta vez em um vídeo que se alastrou pela internet com um apelo
    Em cinco minutos, o desfile de argumentos – mais criativos e eficientes do que as correntes de frases-feitas que poluem qualquer rabisco de debate – produz efeito e atinge um público aparentemente alheio até então. Mal e mal, o debate está feito, com um vigor que não se viu na tevê e na internet nem mesmo quando índios do Xingu e os engenheiros se reuniam, no Pará, para debater a questão.
    os críticos do vídeo foram a público dizer que a discussão é malfeita, hipócrita, fora de hora e os argumentos, frutos de encenação. Como se, em vez de dizer “eu matei o mocinho”, o ator resolvesse encenar o personagem ambientalmente responsável e só.

    No fim das contas, os atores globais, agora chamados de oportunistas, deixaram sua contribuição para que, a partir de agora, gente que jamais se interessou por questões ambientais (ou se interessou superficialmente) tente saber, por exemplo, por que as intervenções estatais na Amazônica, com o ciclo da borracha, a Zona Franca de Manaus, o projeto Tucuruí, as mineradoras, a Transamazônica, a BR-319 e o início dos projetos das usinas de Santo Antonio e Jirau não contribuíram até hoje para eliminar de vez a situação de miséria à qual a população da região está submetida há décadas. Ausência de Estado ou abuso estatal? É uma questão.

    Read more at www.cartacapital.com.br
     

    sexta-feira, novembro 25, 2011

    Pela COCHLEA: Dinah Washington - I didnt know about you

    I Didn't Know About You by Dinah Washington on Grooveshark

    Dapieve: Nem vive num mundo complexo

    Amplify’d from sergyovitro.blogspot.com
    Temos enorme dificuldade de transitar num mundo onde há coisas pretas e brancas, sim, mas no qual a maioria se apresenta na infinidade dos cinzas. Assim, é menos perturbador pensar no Nem unidimensionalmente mau do que no Nem humanamente complexo, capaz de temer a Deus, de amar a filha doente e de ordenar a execução de dezenas de pessoas durante o seu reinado de seis anos na Rocinha. O aparente paradoxo não torna mais fácil a nossa vida. A existência de um Mal e de um Bem metafísicos, absolutos, nos eximiria de refletir sobre nossos atos.
    Read more at sergyovitro.blogspot.com
     

    Coisas que voce achou que nunca veria


     QUINHO 
    (Belo Horizonte, MG)
     
    clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges 

    PF investiga se Chevron tentou alcançar camada do pré-sal

    Amplify’d from www.cartacapital.com.br
    Se a suspeita for confirmada, o episódio se revelará num dos mais emblemáticos casos de agressão à soberania nacional promovida por uma empresa estrangeira.
    empresa Transocean, que faz os trabalhos de perfuração para a Chevron no Campo de Frade, é a mesma que operava a plataforma da British Petroleum, que explodiu no Golfo do México, causando um dos maiores desastres ambientais da história recente.
    Read more at www.cartacapital.com.br
     

    terça-feira, novembro 22, 2011

    Os royalties que vao para o Rio


    (São Paulo, SP)
     
     clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges 

    Marcadores: ,

    Bráulio Tavares: Já batemos no iceberg

    Meu primo, que mora perto da proa, me confirmou por email. O choque com o iceberg foi em novembro do ano passado. Aqui, no Convés 18, sentimos o abalo em dezembro, e foi então que começaram os boatos.
    Read more at mundofantasmo.blogspot.com
     

    Ouvindo Guillemots: Vermillion

    Little sparks in the puddles shoot like darts

    at all the things we might be

    you and me

    and time itself is frozen



    So play on, play on, play on

    The skies are made vermillion


    Aplicativos agora substituem professores

    Amplify’d from www.wallstreetjournal.com
    Aplicativos agora substituem professores
    online

    Numa radical reconsideração do que significa ir à escola, Estados e municípios através dos Estados Unidos estão lançando escolas públicas pela internet que permitem aos estudantes, do jardim da infância ao último ano do ensino médio, ter algumas, ou todas, as aulas em sua própria casa. Outros Estados e municípios estão promovendo em escolas físicas um estilo de educação que é em sua maior parte baseado em cursos individuais por computador.

    Defensores do aprendizado on-line dizem que ele pode economizar dinheiro público, oferecer currículos feitos sob medida para cada estudante e dar aos pais mais escolhas na educação.

    Os críticos dizem que as escolas virtuais transformam a educação em uma busca amplamente utilitária: aprenda o conteúdo, clique para seguir em frente, aprenda o conteúdo, clique para seguir em frente. Eles lamentam a falta de discussão, temem que as crianças não serão desafiadas a enfrentar riscos e preocupam-se sobre a desvalorização de habilidades mais suaves aprendidas em sala de aula, como cooperação, tolerância e autocontrole.
    Read more at www.wallstreetjournal.com
     

    segunda-feira, novembro 21, 2011

    Morrissey takes 'racism' battle to court

    Amplify’d from www.guardian.co.uk
    Morrissey in concert at the Hammerstein Ballroom, New York, America - 22 Oct 2007
    the singer "continues to suffer" reputational damage from a controversial interview he gave to NME magazine four years ago in which he complained about an "immigration explosion" leading to a loss of British identity.
    n 1992 NME accused him of "flirting with disaster" and racist imagery after he wrapped a union flag around himself while on stage in Finsbury Park, north London
    the singer, claimed that the "extremely serious" and "highly defamatory" allegations were designed purely to raise publicity for the magazine.
    In the interview, Morrissey was quoted as saying that "the gates of England are flooded. The country's been thrown away."
    Morrissey "by his own actions" has provoked "more topical" accusations of racism – including an interview with the Guardian in September 2010 in which he described Chinese people as a "subspecies" – since the NME article was published.
    Read more at www.guardian.co.uk
     

    Palavras: Ciro Gomes

     Na minha legislatura, eu, cheio de ideias, fui ver como apresentá-las para orientar o mandato. Aí vi o seguinte: 20 mil proposituras pendentes de deliberação e a média de deliberação da Câmara é de dois projetos por semana. Se nenhum projeto novo fosse apresentado, nós precisaríamos de 10 mil semanas para limpar o que está lá. Não funciona. São 513 deputados e o palavrório do século XIX ainda é a tônica. Uma conversa mole. E não tem uma organização que faça convergir uma inteligência - que é muito grande ali, como o espírito público e a decência também são. Mas a mecânica é um negócio fragmentário. Na crise econômica de 2008, a Câmara não parou para discutir o assunto um minuto. O cara se inscreve para falar cinco minutos para fazer homenagem ao padre fulano. Se o orador seguinte falasse sobre a mesma tese, alguma inteligência iria convergir para algum assunto. Mas tem um sorteio. E naquele dia, se eu for sorteado, eu tenho que falar, sem ter nada para dizer. E no dia que tenho o que falar, não posso, porque o cara sorteado está interessado em falar sobre a importância da azeitona.

    - Ciro Gomes

    Marcadores:

    Ouvindo Low: Witches

    One night I got up and told my father there were witches in my room. He gave me a baseball bat and said, "Here's what you do".


    The deification of Steve Jobs is Apple's greatest marketing triumph to date

    Amplify’d from www.guardian.co.uk
    Tributes to Apple co-founder Steve Jobs, Apple

    The deification of Steve Jobs was swift and amazing, an app that rose only in death. Jobs is now America's Princess Diana, a figure of tragedy, representing transformation, Jackie Kennedy being too long-dead to do it, and Michael Jackson too weird. I find this strange, because Jobs's real legacy was the way in which people now routinely ignore each other in public because they are playing with their iPhones and iPads. As ever with a new form of communication, one of the things you can do is communicate your indifference better.

    Could it be that the eulogies for Jobs are a new expression of pure materialism? It is not enough to love your products; when the people who created them die, you are required to enter a kind of spiritual decline.
    Apple pays just £3.99 for the production of your £600 iPhone, and it is the workers who pay for their – and our – greed, so we can tweet and be moving dots on a map. As Mike Daisey said, also in the New York Times, Jobs could have done something about this. He could have really changed the world. He chose not to.
    Tanya Gold
    Read more at www.guardian.co.uk
     

    Barbárie anunciada: O novo Código Florestal pode ser uma lei injusta, que premia quem desafiou a legislação e pune quem a cumpriu

    Amplify’d from oglobo.globo.com
    58,8 milhões de hectares de terras com potencial agrícola são ocupados por uma pecuária de baixíssima produtividade, quase três vezes a área utilizada para agricultura, 59,8 milhões de hectares. Basta o uso de tecnologia para aproveitamento mais racional e inteligente de nossas terras e recursos naturais
    O projeto propõe normas que contrariam o conhecimento já produzido para permitir a consolidação de danos em áreas de preservação permanente e de reserva legal, o plantio de até 50% da reserva legal com eucaliptos e a construção de projetos habitacionais em manguezais, dentre outros absurdos, como decretar que o leito de um rio no período de cheia não é mais parte dele.
    Read more at oglobo.globo.com
     

    Ministério dá Trabalho


    MARIANO
    (Rio de Janeiro, RJ)





    (Campinas, SP)
     
     
     
     
    (Curitiba, PR)
      

    clique nas charges para ve-las maiores
    para ver outras charges clique em
    "marcadores: charges" 
     
     

    Marcadores: , , ,

    Ouvindo The Who: Disguises

    I used to know everything about you

    But today when I tried to point you out to one of my friends

    I picked the wrong girl again

    Don't see you in a crowd anymore

    I think it's you, but I can't be sure

    You're wearing disguises

    Occasionally it surprises me when it turns out to be you

    Wearing disguises


    Jânio de Freitas: não se sabe o que é feito na área do esporte

    Amplify’d from sergyovitro.blogspot.com
    O esporte em geral tornou-se um mundo de grandes negócios. Movimenta transações incontáveis com valores petrolíferos, em um espaço subterrâneo, sem fiscalização, de bandidagem livre, falcatruas e extorsões e golpes à vontade.

    É só querer.
    Read more at sergyovitro.blogspot.com
     

    QUINHO estava lá quando prenderam o Nem



     QUINHO 
    (Belo Horizonte, MG)
    clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges 

    Marcadores: ,

    Joseph Stiglitz: a globalização do protesto

    o protesto social encontrou campo fértil em toda parte: um sentimento de que o “sistema” falhou e a convicção de que, mesmo numa democracia, o processo eleitoral não é suficiente para endireitar as coisas — pelo menos não sem uma forte pressão das ruas.
    Num nível, os manifestantes de hoje pedem pouco: uma chance de usar suas habilidades, o direito de ter trabalho decente com remuneração idem, uma economia e uma sociedade mais justas. Sua esperança é evolucionária, não revolucionária. Mas, em outro nível, estão pedindo bastante: uma democracia onde as pessoas, não dólares, façam a diferença, e uma economia de mercado que entregue o que se espera dela.

    Read more at memoriasdenoticias.blogspot.com
     


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER