This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sexta-feira, fevereiro 15, 2008

    Charge Lesionada



    AMARILDO

    clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores:

    Mac Quem?

    A corrida pesidencial americano tem apresentado a um publico maior brasileiros alguns nomes que há pouco lhe eram desconhecidos.

    Um destes é o candidato republicano John McCain, favorito à indicação depois de ser considerado cachorro morto na campanha.
    McCain é apresentado como o conservador que os liberais até engolem
    o menos pior caso os republicanos vençam as eleições.

    Realmente, comparado com uma anta como Huckabee, McCain tem posições menos tacanhas.

    Mas este artigo de Johann Hart no Independent é uma boa introdução para se saber quem é McCain:
    leia aqui target="blank"

    Marcadores: , ,

    O Pantera Cor de Prosa

    Num dos filmes da série Pantera Cor de Rosa
    o desastrado e ingenuo Inspetor Closeau
    apresenta uma cândida explicação para o fato de sua esposa de repente passar a se vestir com casacos de pele luxuosos:
    - Ah, ela é muito economica nas despesas do lar.

    O nosso César Maia, qual um Closeau napoleônico, também tem uma explicação cândida para o volume tio-patinhesco de dinheiro que está enfiando no mausoléu cultural da Cidade de Música.
    É que a prefeitura economizou muito em publicidade este ano.

    .

    Marcadores:

    quinta-feira, fevereiro 14, 2008

    Pela COCHLEA: Fiddler on the Roof

    Charges Corporativas



    LUTE




    DUKE





    SIMANCA





    FERNANDES





    PATER

    clique na charge para ve-la em tamanho maior
    para ver outras charges clique em marcadores:charges

    Marcadores:

    Obama está faturando os iu tubos

    Barack Obama, o candidato americano antenado, tem utilizado bem o universo interneteiro para divulgar sua campanha e principalmente como meio de arrecadação de fundos -
    dependendo nao somente das corporações e grandes doadores
    mas também de individuos interessados.

    Ele compreendeu que pequenas quantias aos milhares podem ser tanto ou mais que algumas grandes quantias -
    conceito ligado à descentralização e individualização globalizada do mundo web.

    Com tudo isto, é quem tem mais aparecido nos sites & blogs & comentarios
    ocupando espaços à margem da grande mídia
    e comendo hillary pelas beiradas chega agora ao centro das questões.

    E assim surgem coisas como esse video domestico onde um mané toca ao violao e canta o jingle que fez para Obama, e que faz sucesso no Youtube.
    A primeira entrada do gaitista que o acompanha é insólita e engraçada.

    Mas o que está bombando mesmo na internet é a Obama Girl
    com seu Ive got a Crush on Obama.

    E claro que já tem a resposta que é um nerd guitarrista mandando
    Ive got a Crush on Hillary


    É... entre a morena boazuda e o nerd roqueiro, acho que o Obama tá se dando melhor que a Hillary.

    Marcadores: ,

    quarta-feira, fevereiro 13, 2008

    Pela COCHLEA: Of Montreal - Past is a Grotesque Animal

    Palavras: Gerchman

    O artista tem que mandar bula junto? Não dá. A obra tem de ter a própria razão de ser, não pode depender do texto de um poeta para ter valor.
    Arte tem de comover, não pode ser só intelectual.


    - Rubens Gerchman

    Marcadores:

    terça-feira, fevereiro 12, 2008

    World Press Photos

    Saiu a premiação do World Press Photo
    com algumas das melhores fotos jornalisticas em 2007
    como por exemplo;



    foto de Roberto Schmidt

    Há fotos que em termos estéticos nao dizem tanto
    mas quando se sabe do que se trata...



    foto de Yonathan Weltzman

    é o vestido de uma menina que tentava cruzar a fronteira entre gaza e o egito e que ficou preso no arame farpado...


    clique nas fotos para ve-las em tamanho maior
    para ver outras imagens clique em marcadores:imagens

    Marcadores: ,

    Paulo Coelho e a animação das mulheres brasileiras

    Mais uma vez, sou obrigado a concordar com o escritor e místico Paulo Coelho.
    (Outra vez, por exemplo, foi quando de sua veemente e pertinente defesa de Paulo Cesar de Araujo - autor censurado por Roberto Carlos - e dos direitos de se biografar um artista.)

    Leiam que babaca foi esse maestro bostoniano Benjamim Zander
    (que em suas explicações a Maria Cristina Frias babaquizou mais ainda).

    No seu próximo concerto no Brasil - caso volte - sugiro que a platéia toda, homens e mulheres, "levantem as roupas" e mostrem as bundas para ele.

    Bem, o caso conforme publicado na coluna da Monica Bergamo é o seguinte:

    "Ele é tão bobinho, não entendeu o que eu disse"

    O regente da Filarmônica de Boston (EUA), Benjamin Zander, falou à Folha à respeito da reação de Paulo Coelho a seu comentário sobre a mulher brasileira, no Fórum Econômico Mundial, domingo, em Davos, na Suíça. O desconforto aconteceu durante um elegante jantar, com personalidades do mundo todo, no Kongress Hotel. "Ele [Zander] disse que, depois de um concerto no Brasil, mulheres levantaram a roupa e mostraram tudo, concluindo "você sabe como são as mulheres brasileiras quando querem demonstrar alegria...'", lembra Coelho. Em meio às gargalhadas, o autor de mais de 100 milhões de exemplares vendidos levantou-se e gritou: "Eu sou brasileiro, estou ofendido com o seu comentário".
    Zander pediu desculpas, mas alfinetou: "Ele [Coelho] reagiu como um macho para defender a honra das brasileiras". (Por Maria Cristina Frias)


    FOLHA - O que o sr. disse que surpreendeu tanto o escritor Paulo Coelho e outros brasileiros?
    BENJAMIN ZANDER - Ah! Eu só estava contando uma grande experiência que eu tive no Brasil. Levei uma orquestra de 110 adolescentes americanos para lá, eles fizeram um concerto de muito, muito sucesso para 30 mil pessoas na praia de Copacabana. Na saída, várias das mulheres, três, na verdade, que eu me lembre, estavam tão animadas, tão felizes que levantaram sua roupa e mostraram tudo... Do meu ponto de vista, foi só para mostrar carinho... Ele [Coelho] é um camarada tão bobinho, não entendeu o que eu disse. Ele é um contador de história, certo? Eu sou um contador de história.

    FOLHA - O escritor Paulo Coelho disse que nunca viu isso ocorrer...
    ZANDER - Pode não ter visto, talvez elas só façam isso para estrangeiros [risos], mas do meu ponto de vista foi adorável. Elas só queriam dizer "nós estamos felizes em ver vocês..." e foi o jeito de expressá-lo. Foi exatamente o que aconteceu.

    FOLHA - Brasileiros que estavam no recinto consideraram sua fala um desrespeito...
    ZANDER - Eu estou lhe contatando uma história absolutamente verdadeira. Havia várias formas de contar, foi só para dar um colorido, foi [um episódio] totalmente sem importância... Ele considerou como um desrespeito e não teve nada a ver com isso...

    FOLHA - Alguns brasileiros presentes ao jantar disseram que foi uma generalização ofensiva a todas as mulheres brasileiras...
    ZANDER - É absolutamente verdade [a história]. E um escritor deveria saber que quando a gente conta uma história sobre três pessoas não está contando sobre a nação toda. Ele entendeu errado. E defendeu a honra das mulheres brasileiras como um macho.

    FOLHA - O senhor se desculpou...
    ZANDER - Sim, me desculpei pública e pessoalmente. E ele também poderia ter se desculpado comigo porque interrompeu uma história e você nunca interrompe um ator no meio da peça. Isso foi realmente inadequado.

    FOLHA - Quando foi o concerto? O sr. tem planos de voltar ao Brasil?
    ZANDER - Foi há dez anos, já fui três vezes ao Brasil, todas fantásticas. Planejo voltar sempre que possível. A gente ama ir ao Brasil, é o melhor país, o povo é tão vibrante e as platéias são mais expressivas do que em qualquer outro lugar do mundo. Se eu soubesse que essa história iria causar tanto aborrecimento, não teria mencionado. ["Não faça disso uma grande história na imprensa", pediu ao se despedir.]


    Pior que isso foi o episódio de House (nesta quarta temporada) onde o medico ranzina descobre que seu paciente, agente da CIA, esteve no Brasil porque ali o carnaval dura 40 dias.
    E este agente se vangloria de sua cama de hospital secreto: "A Ministra da Defesa do país tirou a roupa toda e dançou nua pra mim".

    Sei que Nelson Jobim possui diversas fantasias mas esta eu não conhecia.

    .

    Marcadores:


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER