This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sábado, abril 07, 2007

    18º Salão Carioca de Humor: Galeria Virtual



    JOTA A
    (Teresina, PI)
    "Quebrado"
    Charge Finalista


    (clique na charge para ve-la maior)

    Marcadores:

    Comentários que acabam virando posts

    Isso é que um salão de humor, fazem piada até na hora de premiar.


    - Davi Sales

    foda isso viu.. na minha concepçao, um livro seja ele educativo ou catalogo, é um veiculo de comunicação, ja que ambos passam algo ao leitor.

    Marcadores:

    Comentário aos comentários que acabaram virando posts

    Realmente, no sentido literal da palavra, Valmar, qualquer coisa impressa é um veiculo de comunicação.
    Em si seu aporte é um veículo, seja o que for. E ele comunica alguma coisa.

    Mas eu acho que voce entendeu muito bem o que se quis dizer no regulamento ou na explicação do juri, pois na acepção utilizada "veiculo de comunicação impresso" é jornal ou revista.

    Se alguem fizer a pergunta
    para uma pessoa em stuttgart
    (ou rio de janeiro, ou piracicaba)
    quantos veiculos de comunicação impresso existem nessa cidade

    a pessoa relacionará
    ou tentará relacionar
    os jornais e revistas de stuttgart (no exemplo alemão) que conhece.

    Ou voce acredita mesmo que a resposta seria
    ah, tem o Stuttgarter Nachrichten,
    o Stuttgarter Zeitung, o Stuttgarter Wochenblatt, e o catálogo do Salão de Humor de Stuttgart?



    Leia também o comentário de Santiago

    Marcadores:

    Charges



    TACHO

    (Novo Hamburgo, RS

    clique na charge para ve-la maior

    Elvis Vermelho



    Calbuque, no Rio Fanzine desta semana, desencava a insólita história de uma figuraça:
    Dean Reed
    cantor sem sucesso nos EUA
    comandou programas de auditório na Argentina
    galã de spahetti-westerns na Italia
    ídolo roqueiro na URSS comunista
    afogado num lado na Alemanha Oriental.

    Este é o link pra matéria
    na página 36 do Rio Show
    (tem que se cadastrar antes no globo online para ter acesso)

    Pra quem não conseguir ler no Globo
    tem o link para
    Dean Reed: El Elvis Rojo
    contando a história em detalhes.

    E a biografia dele no Wikipedia
    tem alguns links interessantes, inclusive para seu site oficial, em alemão.

    sexta-feira, abril 06, 2007

    Intervalo para nossos comerciais



    Este leão está rugindo para anunciar que o Salão Carioca de Humor continua!

    Um bom programa para a Semana Santa é visitar as exposiçoes do Nani (na Laura Alvim) e do Ziraldo (no centro, nos Correios). E nos teatros da Laura Alvim, nesse fim de semana, tem Brasov (20 hs) e Optimistas (21 hs)!

    E por falar em Nani
    mais uma tira de sua série "Vereda Tropical", a sair esta semana nos jornais:




    clique na tira para ve-la maior

    Salão Carioca: A Polêmica (4)

    Considerando as questões levantadas com relação às obras premiados no Concurso de Humor Gráfico do 18° Salão Carioca de Humor;
    o Juri do evento declara que analisou os pontos descritos abaixo e coloca as suas decisões a respeito.


    • Que o cartum premiado em primeiro lugar, de autoria de Moa, não seria inédito _ conforme estipulado no regulamento – tendo participado de um concurso em Stuttgart, e tendo sido publicado no catálogo deste concurso.

    A participação em outros concursos não impede a participação no concurso do Salão Carioca. É uso habitual artistas re-inscreverem desenhos que já foram inscritos em outros concursos. O Salâo Carioca veda a participação de trabalhos que tenham sido premiados em outros concursos, entendendo-se “premiação” sendo em dinheiro.

    O regulamento do concurso estipula que “Todos os trabalhos deverão ser inéditos, não tendo sido premiados em salões anteriores ou publicados em qualquer veículo de comunicação impresso”. Um catálogo é um livro. Não é veiculo de comunicação. Considera-se veículo de comunicação jornais, revistas, etc., que fazem parte da imprensa.

    Caso assim não fosse, nenhum desenho inscrito num concurso, e que não tenha sido premiado, poderá ter uma nova chance em outro concurso. O que é injusto.

    Portanto a premiação atribuída ao artista Moa continua sendo válida.


    • Que o cartum premiado em segundo lugar, de autoria de Mattias, tenha sido premiado no Salão de Mogi-Guaçu, invalidando sua premiação no Salão Carioca.

    O regulamento estipula “não tendo sido premiados em salões anteriores...” A inscrição para o Salão de Mogi-Guaçu ocorreu num periodo simultâneo à do Salão Carioca. Os dois eventos ocorreram praticamente na mesma época.
    Portanto a premiação atribuída ao artista Mattias continua sendo válida.


    • Que a caricatura premiada em primeiro lugar, de autoria de Leite, já tenha sido premiada no Mostra de Humor de Varginha, ocorrida em janeiro de 2007, ligeiramente anterior ao Salão Carioca.

    A caricatura de “Chávez” feita por Leite recebeu menção honrosa na Mostra de Varginha, Para efeito da questão levantada, menção honrosa não é premiação impugnativa. O seria caso fosse uma premiação em dinheiro.

    O próprio site oficial de Varginha diferencia nitidamente o primeiro, segundo e terceiro lugar das mençoes honrosas (que vão do quarto ao décimo lugar). Nos sites e matérias dos jornais locais que divulgaram o resultado da Mostra foram divulgados apenas o primeiro, o segundo e o terceiro lugar de cada categoria.

    Menção honrosa é uma menção e não premiação. Portanto, até este ponto, a premiação atribuída à caricatura do “Chavez” continua válida.


    • Que a caricatura premiada em primeiro lugar, de autoria de Leite, não seria inédita, tendo sido publicada pelo jornal O Cometa Itabirano, de Itabira, MG.

    A caricatura de “Chávez” realmente foi publicada por um jornal, órgão de imprensa, logo veículo de comunicação impresso. Saiu porém numa matéria a respeito do resultado da Mostra de Varginha. O bom senso indica que o regulamento do Salão Carioca buscaria evitar a participação no concurso de desenhos que tenham sido vendidos para a imprensa, ou publicados como relação de trabalho do artista com veículos impressos. A ilustração para matéria sobre um concurso – possivelmente sem o consentimento inclusive do autor – cairia na mesma categoria que a publicação num catálogo.

    Como porém o regulamento é explícito nesta questão, devendo o Juri seguí-lo, apesar de não concordar com a interpretação, seus membros determinam que por já ter sido publicado em jornal a caricatura de “Chávez”, de autoria de Leite, será desclassificada de sua premiação.

    Passa a vigorar como obra premiada em primeiro lugar na categoria Caricatura do 18ª Salão Carioca, a obra “O Santo Dumont”, de autoria do mesmo autor, Leite. A premiação ao artista Leite, em primeiro lugar, foi atribuída ao conjunto da obra, contemplando inicialmente tres caricaturas que para o corpo de jurados estariam em condições de igualdade: “Chavez”, “Fidel” e “Santos Dumont”. Por insistência da organização do evento, determinando que somente uma obra deveria figurar como sendo premiada, foi indicada a caricatura “Chávez”, mas, em sua impossibilidade, vigora como premiada a caricatura “O Santo Dumont”.


    Demais questões levantadas foram consideradas irrelevantes.

    .

    Marcadores:

    18º Salão Carioca de Humor: Galeria Virtual



    SIMANCA
    (Salvador, BA)
    "Camuflagem"
    Charge Finalista


    clique na charge para ve-la maior

    Marcadores:

    Pela COCHLEA:
    UPenn Off the Beat: Wild Horses
    ouça esta versão a capella

    Charge de Sexta Santa




    DALCIO MACHADO
    (Campinas, SP)


    (clique na charge para ve-la maior)

    Cocadaboa faz escola

    Quando Arthur Virgílio, senador pelo Amazonas, viu na internet o site daquela empresa internacional de biotecnologia, ficou com uma pulga atrás da orelha.
    Ou colocou uma pulga atras da orelha, vendo no fato uma oportunidade de indignar-se na tribuna senatorial.

    A Arkhos Biotech, uma das maiores fabricantes de componentes vegatais para produtos cosméticos e farmaceuticos, propunha ali, escancaradamente, a privatização da Amazonia. A entrega da Floresta Amazonica para empresas estrangeiras. Um absurdo que foi devidamente denunciado em discurso veemente.

    Só que a Arkhos, como empresa real, não existe. A Arkhos é uma empresa virtual dentro de um reality game criado pelo marketing do guaraná Antartica. Lembram daqueles estranhos anúncios de uma ONG chamada Paralaxe, que não diziam a que vinham?

    Paralaxe é a entidade do bem no jogo - defensora do meio-ambiente - e a corporação Arkhos é do mal. Virgílio não pesquisou bem e se deu mal.
    E a Amazonia por enquanto está a salvo (assim como a fórmula do guaraná, objeto de disputa no jogo).

    Veja mais no Zona Incerta
    onde a conspiração parece realidade

    Um mundo paralaxe
    onde a realidade parece uma conspiração

    Cocadaboa
    do mestre em fazer de boatos incríveis fatos críveis
    (e que apóia outro refrigerante)


    quinta-feira, abril 05, 2007

    18º Salão Carioca de Humor: Galeria Virtual



    LOR
    (Belo Horizonte - MG)
    "Protelado de Kyoto"
    Charge Finalista

    Marcadores:

    Vistos na semana

    Via IRIS:

    Infamous (Douglas McGrath, EUA, 2006)

    Pixinguinha e a velha guarda do samba (Thomas Farkas & Ricardo Dias, Br, 2006)

    Saving Jazz (Leslie Woodhead, Ing, 2006)

    Eye for an Eye (John Schlesinger, EUA, 96)

    Vers le Sud (Laurent Cantet, França, 2006)


    A programação do Salão Carioca de Humor + os trabalhos de fechamento do livro que estou c0-editando com os personagens do Chico Anysio não deixaram tempo para manter o pique e o prazer cinematográfico.

    Comecei a frequentar o festival É Tudo Verdade mas nao fui em frente.


    Infamous é a história de Truman Capote & A Sangue Frio
    numa versão melhor do que o já ótimo filme Capote
    e inclusive a reconstituição capoteana de Toby Jones está ainda melhor do que a premiada interpretação de Seymor Hoffman.
    Nesta versao o amor entre o escritor e o assassino está mais claro e enfatizado.


    Laurent Cantet, sempre com seu olhar arguto, desta vez filma o Haiti
    e comenta o olhar do colonizador através do sexo e de mulheres carentes.


    Para quem é fotógrafo como eu voltar para New orleans com Herman Leonard e ver sua casa e suas fotografias clássicas dojazz destruídas pela enchente do Katrina foi desolador (em Saving Jazz) ...

    mais Leonard e jazzistas aqui

    lista anterior de filmes


    quarta-feira, abril 04, 2007

    Intervalo para os anúncios




    Para entender o que é este sol irradiando sobre a praia de Ipanema, vá à exposiçao do Nani, na Laura Alvim (Vieira Souto 176, no Rio) - parte do Salão Carioca de Humor. Você vai se esbaldar de rir!!



    Há algo no ar além dos aviões que estão no chão

    1.
    A crise o caos a confusao
    no setor aéreo evidenciam a maneira como os administradores do país
    - notadamente o atual Lula e sua equipe, mas a observação possui uma validade maior -
    vão tocando as questões sem realmente resolvê-las.

    Governar o Brasil é empurrar com a barriga
    a mesma barriga que vai se empanturrando de privilégios
    sem estômago ou culhão para desbaratar nós górdios.

    Os problemas neste ponto são críticos há meses.
    Não há planos maiores do que aguardar pra ver se passa,
    como doente adepto da teoria de que a natureza cura.
    Não se tomaram providências preventivas, nem, dores deflagradas, cirúrgicas.


    2.
    A hagiografia lulesca temc omo forte ponto de venda a habilidade astuta de Lula como negociador, qualidades afinadas em seus anos de dirigente sindical às mesas com patrões e governos.

    Será que perdeu o fio
    nos tempos passados sentado em gabinetes?
    A negociação com os controladores de vôo tem sido um desastre.

    E esse arroubo de acertar ítens com os grevistas
    pra depois voltar atrás
    peitado pelos milicos brandindo a tal famosa quebra de hierarquia?
    (como eles gostam de peitar e como as pessoas ainda à essa altura levam essas peitadas!)


    3.
    A lenta composição do ministério
    o espraiar em camera lenta das gestoes de um segundo mandato
    tudo foi atropelado por aviões parados
    (e atrasados).

    Lula (e sua turma) quer tocar um país dentro de seu tempo
    (de compor aqui, costurar ali, assembleiar acolá)
    um país cujo tempo esgotou
    que tem pressa

    Charges coloridas sobre o preto e branco



    NANI
    (Rio de Janeiro, RJ)





    ZOPE

    clique nas imagens para ve-las em tamanho maior

    Palavras

    Raramente são as figuras superiores, de idéias puras, que decidem na esfera do poder político, e sim uma categoria muito inerior, porém mais hábil: os personagens dos bastidores. Decisões de importância histórica são tomadas não segundo a razão, ou a responsabilidade, mas por indivíduos ocultos, de caráter duvidoso e inteligência limitada. A cada dia verificamos que no jobo ambíguo e pecaminoso da política, aos qual os povos confiam cegamente seus filhos e seu futuro, não são os homens de visão ética e de convicções inabaláveis que vencem, mas sim aqueles aventureiros profissionais, artistas de mão gatunas, palavras ocas e nervos gélidos.

    - Stefan Zweig


    segunda-feira, abril 02, 2007

    18° Salão Carioca de Humor: Galeria Virtual



    ALLAN SIEBER
    (Rio de Janeiro - RJ)
    Charge Finalista


    (clique na charge para ve-la maior)

    Marcadores:

    Comentários que acabam virando posts

    Um dos que levantou esta questão [a premiação do Moa no Salão Carioca] fui eu. E não por uma questão de “pegadismo-de-pé” mas sim, por respeitar o que está escrito e quem acatou. O regulamento é uma questão absoluta, não tem nada de relativo nisto. Sou totalmente contra leviandades ou acusações sem base ou provas. Como as que vi aqui contra o juri ou o curador. Mas, sou totalmente a favor de expressar uma dúvida ou descontentamento, e da liberdade de expressão exercida de maneira responsável. Certos patrulhamentos são no mínimo antagônicos ás nossas atividades. Resumindo a obra não tem nada de “pegadismo-de-pé”.

    Se era uma interpretação ou outra, cabe ao juri decidir ( como já o fez) avaliando a opinião daqueles que levantaram a questão e os fatores que lhe convém. E conforme aceitamos no regulamento sua decisão é inquestionável.

    Aliás quanto a publicação em catálogo é a mesma coisa. Em geral quando aceitamos enviar os trabalhos caracteriza-se a submissão ao regulamento, que muitas vezes prevê que as obras serão publicadas em catálogo.Quanto ao público restrito, acho difícil que um se publique um catálogo de suas 200 páginas apenas 100 exemplares. Afinal eles podem ter um programador visual sofrível – concordo - mas têm verba e inteligência para não cometerem tamanha atrocidade.

    - Hector Salas


    Refere-se a este post
    .

    Marcadores:

    Charges: 1000



    AMARILDO
    (Vitoria, ES)








    LANE
    (Brasilia, DF)



    (clique nas charges para ve-las em tamanho maior)

    Palavras

    Em certos momentos, quando o hip-hop é mais tragicamente cômico, posso imaginá-lo como uma batalha, em que afro-americanos jovens entram na arena para se injuriar verbalmente, emocionamento, e, sim, fisicamente uns aos outros para o prazer de espectadores predominantemente brancos em todo o mundo.

    - Nelson George
    "Hip Hop America"


    domingo, abril 01, 2007

    18º Salão Carioca de Humor: Galeria Virtual



    MOA
    (Porto Alegre - RS)
    Cartum - Primeiro Lugar


    (clique no cartum para ve-lo maior)



    Marcadores:


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER