This site will look much better in a browser that supports web standards, but it is accessible to any browser or Internet device.



blog0news


  • TA TUDO MUITO ESQUISITO, DEPOIS QUE VISUAL VIROU QUESITO

  • Vislumbres

    Assinar
    Postagens [Atom]

    Powered by Blogger

    Fragmentos de textos e imagens catadas nesta tela, capturadas desta web, varridas de jornais, revistas, livros, sons, filtradas pelos olhos e ouvidos e escorrendo pelos dedos para serem derramadas sobre as teclas... e viverem eterna e instanta neamente num logradouro digital. Desagua douro de pensa mentos.


    sábado, novembro 13, 2004

    A MÃO DE NINA



    Mutarelli, de novo, na primeira pagina de um caderno cultural. Desta vez em O Globo, reportagem de Zé José.

    Quando Mutarelli publicava seus albuns graficos , como Transubstanciaçao ou O Dobro do Cinco, obras-primas, geniais, passou desapercebido da grande imprensa, desdenhadora da arte dos quadrinhos.
    Foi preciso que se espraiasse por outros meios, como o cinema, para que começasse a receber um pouco da atençao merecida.

    Nao tenho como linkar para o artigo do Globo, que coloca seus artigos num javascript (e os retira do ar apos sete dias), portanto


    Mais sobre Mutarelli e Nina aqui

    BUSH RELOADED

    A primeira nomeaçao do Bush re-eleito, agora vitaminado:
    o novo secretario de Injustiça, o sucessor de Ashcroft na politica de dilapidação dos direitos dos cidadaos e perseguicao ensandecida a suspeitos de terrorismos ou quaisquer desvios de conduta.

    A imprensa americana alardeia que Alberto Gonzales é o primeiro latino a chegar a ministro de governo. Grandes bostas. Mais importante seria assinalar no seu curriculo ter sido advogado da fradulenta Enron.

    É cupincha do Bush desde seus tempos de Texas. Foi um ativo batalhador pelo impeachment do Clinton. Recentemente andou declarando que a Convencao de Genebra está obsoleta. E que a tortura em certos casos é admissível. O resultado disso sao os Abu Ghraibs e os Guantanamos.

    Este é o novo homem da Justiça no Imperio.



    teve a insanidade e a inspiracao
    de colocar um link para o blog0news



    que é o blog do daniel garcia, desenhista do circuito tosco-mosh-tarja.
    ele esta publicando ali as tiras da Turma do Bushinho
    que sairam tambem no Tarja Preta #3.

    (o link tá na pilha)



    PEQUENO E MOLE

    É sempre assim. Surge uma tecnologia, um programa, um mecanismo novo na Internet que é táo acertado que domina o mercado.
    Aí vem a Microsoft, sempre atrasada nos lances, mas faz algo igual, promove um dumping, esmaga com seu monopolio e acaba sendo ela a dominar no mercado mais uma vez.

    Agora dirige suas baterias contra o Google, criando um sistema de busca, inclusive de busca interna nos arquivos do computador (a novidade do Google), que vira acoplada ao Windows, etc, etc.

    O Washington Post jah trombeteia:
    Google is the next Netscape!

    Se depender de mim, jamais!!

    adendo

    Alias, voceh confiaria uma busca nos seus arquivos à Microsoft?
    Já é ruim da gente confiar no Google...



    O PASSADO NÁO PASSA

    Temos de estar orgulhosos. Quantos paises se atreveram a olhar em profundidade sua Historia, quantos paises se atreveram a chegar táo longe? O Chile se atreve porque é um pais solido e estavel.

    - Ricardo Lagos


    O relatorio chileno sobre as vitimas da tortura sob a ditadura de Pinochet
    publicado com o aval do presidente da Republica, Ricardo Lagos,
    é um tapa na cara de todos os brasileiros.

    Principalmente nas fuças despudoradas daqueles que, antes perseguidos, alcançam agora o poder, e se aliam aos seus ex-dominadores para ocultar e disfarçar um passado que pulsa por vir aa tona e ser expiado.

    Nós nao podemos nos dar ao orgulho expresso na frase de Lagos.
    Nos vivemos acabrunhados, envergonhados , desfacelados, uma naçao de bundões.
    Náo temos orgulho e nao temos memória.

    E parece tambem que nao temos culhões.
    Fomos emasculados pela tortura em diversas maneiras.



    COMENTARIOS QUE ACABAM VIRANDO POSTS

    Eu acho, Ricky, que para muitos eleitores de Bush o pretexto das armas de destruição em massa é o que menos importa. Eles acreditam sinceramente que estão numa cruzada contra bárbaros, e que Bush é o melhor para levá-los adiante nisso, pois não é "fraco" e "vacilante" como Kerry. Mesmo que a história demonstre que essa postura agressiva na verdade fortalece os "bárbaros"...

    Tive uma conversa outro dia com um primo meu, que não via há um tempão, e fiquei bastante triste. Ele é professor de história, se formou e fez Mestrado brilhantemente, mas é um bushista fanático.

    Repete toda aquela ladainha de "choque de civilizações", de que "o Islã não é confiável", e admira Olavo de Carvalho. Se ele fosse americano, eu até entendia. Mas, ser brasileiro, e defender a política belicista do governo americano como se estivesse defendendo os valores da civilização ocidental, pra mim é demais.

    Fiz um texto sobre o Iraque, se puder dê uma passada lá no Velho.

    - Marcus Pessoa


    quinta-feira, novembro 11, 2004




    A participacao ilustrativa de Lourenco Mutarelli no filme Nina catapultou-o finalmente aa atencao do grande publico.

    Mutarelli eh para mim o melhor quadrinhista brasileiro contemporäneo.
    É meu amigo ha mais de dez anos e uma pessoa maravilhosa.

    E agora alem de um quadrinhista extremado aventura-se por romances, teatro, cinema, paternidade, etc etc

    Bem, estou falando no Muta porque hoje foi capa do Caderno B do Jornal do Brasil, reportagem de Rodrigo Fonseca.




    RISE AND FALLUJA OF THE AMERICAN EMPIRE

    Reeleicao de Bush, fraudes nas eleicoes, kerry&democratas, tudo isso virou assunto passado pois o quente agora eh a morte do Arafat e a batalha por Falluja.

    Carnificina.
    Fisica no iraque.
    Mental nos eua.

    Materia excelente sobre invasao & massacre em Falluja saiu no Guardian,
    escrito por Madeleine Bunting.
    Uma analise sobre a guerra moderna.

    Leia clicando aqui versao em portugues



    COMENTARIOS QUE ACABAM VIRANDO POSTS

    Não creio que tenha sido o ataque, Ricky. Marta só começou a subir nas pesquisas quando atacou o Serra.
    A derrota da Marta em SP está ligada à classe média paulistana, um dos únicos estados brasileiros que se pode dizer haver uma.
    Marta Suplicy dificultou a vida de quem tem carro em SP e José Serra falava do único transporte público que a classe média usaria: o metrô. (Porque a "eltite" paulistana usa helicóptero faz tempo...)
    Marta falava do CEU, localizado na periferia, e Serra de bolsas de estudo.
    Fora isso, nossa imprensa declarando sua imparcialidade totalmente voltada ao PSDB. Com exceção do Estadão que foi mais sincero e declarou que apoiava o Serra mesmo.
    E por fim, a tentativa "acabar" com centralização do poder nas mãos do PT - iniciada por um artigo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.




    Refere-se a este post




    GNT - Easy Riders, Raging Bulls - qui11 21:30 sex12 17:00

    Documentario imperdivel para quem se interessa por cinema.
    Baseado no livro de Peter Biskind, um classico sobre o cinema alternativa americano dos anos 60/70
    que se transformaria na nova geracao do cinemao hollywoodiano.
    Ou, como diz o subtitulo do livro,
    How the Sex-Drugs-and-Rock'NRoll Generation Saved Hollywood

    Easy Rider eh o Sem Destino
    Raging Bull o Touro Indomavel.



    se voceh pretende
    saber quem eu sou
    eu posso lhe dizer

    quarta-feira, novembro 10, 2004



    Gueri-gueris habituais nos lançamentos de mega-filmes
    trailers, screensavers, joguinhos, fotos, brindes, premios,
    estão dispostos de forma interessante e explorativa
    no site do Polar Express
    (carregamento pesado, hein)




    COMENTARIOS QUE ACABAM VIRANDO POSTS

    A DIEBOLD foi barrada em 10 estados americanos, entre eles a Califórnia, de fornecer máquinas de votar sem comprovante, ou qualquer outra máquina.

    Esta mesma DIEBOLD, que vai acabar sendo proscrita no seu país de origem, é a mesma empresa que fornece as urnas eletrônicas ao Brasil, com o chamado VOTO VIRTUAL, ou seja, você sabe em quem votou, eles também, mas só eles sabem para quem foi o seu voto, que não é necessariamente aquele candidato que você digitou na hora de votar...

    Fraude lá e fraude aqui, qual é a diferença? Tô cagando pros EUA, se eles elegem o Bush com cara de babaca (Kerry) ou se elegem o Kerry com cara de mau (Bush), ou vice-versa, não me interessa. Um é apenas a caricatura do outro. O problema está aqui.

    Ah, já sei! Aqui não acontecem fraudes, os políticos e os juízes são todos honesos. Sei!


    - Malkhut


    Refere-se a este post



    SÓ PRA LEMBRAR

    Estado de emergencia e lei marcial no Iraque. Volta a vigorar uma lei de 1971- lei do Saddam - pela qual a polícia pode prender quem ela quiser e como quiser e por quanto tempo quiser.

    Esta é a democracia que Bush e sua corja (agora vitaminados) trazem para o Oriente Médio.





    Brasil - Jardim de Guerra - qua10 21:00 dom14 23:00


    Rever Jardim de Guerra (68) trinta e tantos anos depois será certamente rasgar uma janela aberta sobre o passado.
    Em 1968 eu acreditava que o cinema, ou protestos nas ruas, ou a luta armada, ou dissensões internas, alguma coisa acabaria por derrubar a ditadura. Em 68 eu dizia não ao não e gritava que era proibido proibir. Eu começava no jornalismo e trabalhava num jornal clandestino e andava com uma turma de cineastas mineiros e um deles inclusive que era o Neville DÃ?ÂÃ?´Almeida já tinha percorrido a rota natutal dos mineiros em direção ao Rio e lá fizera seu primeiro longa (este), um libelo contra a ditadura e denuncia contundente contra a tortura e extermínio de brasileiros. Eu namorava a irmã do Neville e acompanhei as guerras da feitura deste Jardim e logo depois veio o AI-5 e levou tudo de roldão e acabaram-se as passeatas e este filme foi proibido e quando me tiraram da prisão nao tinha condições fisicas e nem mentais de namorar ninguem.

    Quem estiver eventualmente lendo este texto nao quererá saber disto e sim possivelmente se vale a pena se programar pra ver isto ou não.
    A resposta é: não sei. Não sei se envelheceu.
    Neville agora é outra coisa, o cinema é outro, eu sou outro.
    Mas se o proprio Exército revive arroubos desta época, por que não uma película militante?

    Sujeito aceita uma parada de levar uma mala até o cais. A mala contem armas, ele é preso e entra no mundo da tortura e repressão. Ver estes artistas mais novos também pode ser interessante: Carvana, Joel Barcellos, Zózimo, Pitanga, Nelson Xavier, Glauce Rocha, Dina Sfat e até Ezequiel Neves e Nelson Pereira dos Santos. Roteiro do Mautner.

    terça-feira, novembro 09, 2004





    Americanos pedem desculpas ao mundo
    pela cagada da reeleição de Bush
    em fotos muito interessantes.

    COMENTARIOS QUE ACABAM VIRANDO POSTS

    Ricky, pior que a cobertura da Globonews foi a da Fox... lá pelo meio do dia seguinte, qdo a Casa branca já tinha feito seu discurso cínico e deselegante de vitória e o Kerry já tinha té amarelado, vc sintonizava na Fox e eles continuavam contabilizando apenas 242 votos pros democratas. Até o final da cobertura eleitoral, eles simplesmente ignoraram que Wiscosin tinha sido declarado azulzinho!
    Ah, e claro que desde cedo já tinham contabilizado os votos de Ohio pro Bush...
    O que não é o vício profissional... nem qdo não tem necessidade eles deixam de distorcer a realidade.




    Refere-se a este post

    CASERNAS DE PIADA

    Os episódios que trouxeram novamente os militares ao centro dos noticiários - fotos de um torturado, notas de bazófias arcaicas, ataques à Defesa, vice virando comandante, etc -
    apenas ressaltaram a inutilidade das Forças Armadas tal como constituem-se.

    Quarteis ociosos é que são realmente a oficina dos diabos. Desde as pre-Cruzadas que se conhece a necessidade de manter soldados ocupados, de preferencia com alguma missão importante que lhes encham a alma e não encham o saco do populacho.

    Mas contra qual inimigo combaterão nossas tropas ?
    Quem pensa em invadir o Brasil? Não há mais subversivos de monta aos quais sair torturando...

    Tem que se botar essa gente pra trabalhar! Tem que se combater o verdadeiro inimigo que pode destruir o Brasil que é a iniquidade social!
    Um Governo que quer aquietar os rumores das casernas tem que organizar suas cruzadas e mandar seus soldados para longe, para os rincoes trabalhar em projetos sociais, no combate à fome e à pobreza, patrulhando fronteiras, construindo moradias, pegando na enxada junto com o fuzil...

    Já que parte substancial das pessoas tem testosteronas sobrando - ou necessidades faltando - para almejaram a vida militar, que então ralem para gastar essas energias em coisas úteis para a sociedade.



    EM CARTAZ

    Se vocês como eu acharam o cartaz do Festival de Cinema do Rio meio pé-de-chinelo
    é porque não viram o cartaz da atual Mostra de São Paulo.



    Eles acham uma chinfra pedir pra cineastas bolarem os cartazes das mostras.
    O da vez foi o israelente Amos Gittai.
    Mas não precisava ser um rafe tão esculhambado, né.
    E pelo menos poderiam ter pedido pra ele escrever o nome da cidade de forma correta.



    A HORA DO BRASIL

    Sai governo, entra governo, e este ranço fascista-autoritário-retrógrado encravado nas faixas do rádio persiste. Tentaram agilizar, passar um verniz, o Olodum batuca o Guarani, mas a obrigatoriedade, e a veiculação simultanea, empana a liberdade de opção (que nas rádios nem são tantas) dos ouvintes brasileiros.

    O empedernimento chega ao ponto das rádios não poderem transmitir o jogo da Seleção Brasileira de Futebol, contra o Equador, pelas eliminatórias da proxima Copa (dia 17/11) porque ele acontece durante a nefasta Hora do Brasil.

    Seria simbolico se exatamente neste dia o programa incluisse o audio de algum discurso no congresso bolorento, para meia duzia de patásquios, mais uma vez pedindo a abolição desta fazeção de Hora.



    AFOGANDO EM NUMEROS

    87% dos jovens brasileiros nunca foram a um teatro ou a um museu

    60% nunca entraram numa biblioteca e o mesmo percentual quase nunca vai ao cinema

    e - surpreendente - 59% nunca foram ou quase nunca vão a um estádio esportivo

    - dados da Unesco
    pesquisados em todas as regiões brasileiras
    faixa etária 15 a 29 anos



    BRIGA DE MARIDO E MULHER, ELES NOS METEM A COLHER

    Marta Suplicy é uma das pessoas mais antipáticas e arrogantes que conheço.
    Dizer que foi o Suplicy quem passou essa imagem para o público e que por isso ela perdeu a eleição é muito, né não?

    Houve, claro, manipulações sobre o fato de terem se separado. A campanha de Serra, no seu estilo escroto que lhe é peculiar, explorou ao máximo declarações da "outra", Monica, nova namorada do Suplicy em entrevista a ainda mais escrota revista Veja. Eduardo é songa-monga mas também nenhum santinho, já de olhar lânguido sobre a goverrnança do estado em 2006.

    Mas picuinhas familiares não foram determinantes à derrota do PT.
    Eduardo apareceu inclusive dando força à candidatura de Marta.
    Foi enfaticamente contra a tática martiniana de bater em Serra ao invés de mostrar as muitas ações positivas que fez por SP.
    Bateu e levou. Preferiu ouvir - como preferira antes - os palpites do Luis Favre.

    Agora: que saco a gente ter que aturar isso tudo, ainda mais que essas eleições - felizmente! - já acabaram!



    ARAFAT VIROU O TANCREDO DO ORIENTE MÉDIO



    RESSACA

    Passado o primeiro impacto
    protestos nas ruas de NY, San Francisco, Seattle e Colorado
    (mas esses não valem, né, ficam nos estados azuis).

    Além do movimento em Frisco para SF tornar-se independente do resto dos EUA, nas ruas de SF estão passando panfletos pedindo para as pessoas não viajarem para os estados vermelhos.

    A foto é do Anything Great, cartaz de manifestação ontem em NY.



    Mais uma vez Angeli nos aparece com uma charge espetacular.
    Veja seu enfoque sobre o resultado das eleições americanas
    clicando em Charges na coluna da direita deste blog0news (hoje 8 e 9/11)
    ou em Charge Anterior (amanha 10/11).

    domingo, novembro 07, 2004




    Nao somente o desencanto com o resultado das eleicoes americanas
    como tambem problemas familiares que me perspassaram em turbulinho
    deixaram-me num breve hiato sem escrever aqui.

    Mas algumas linhas sobre a re-eleição do Bush.


    1. we are the world

    Encontrei-me real e virtualmente com uma serie de pessoas igualmente arrasadas, aqui e lá (e por aí) e nos solidarizamos preocupados
    ao mesmo tempo outras alheias ao drama daquela longa noite
    nao entendem porque nos angustiamos tanto
    ou debitam esta atençao ao fato de ser eu mesmo um americano.

    Desconhecem a interconectividade em que todos nos agora vivemos.
    A derrocada do Imperio arrastará o mundo ocidental atras de si.
    Vivemos num planeta que caminha célere rumo a destruiçoes gigantescas
    que serao aceleradas pela arrogancia bushiniana contra o equilibrio do ambiente.

    A vontade é realmente a de ligar o foda-se e
    "eles que sao americanos que se entendam" ou "esses americanos se merecem"
    mas os fatos por lá pesam sobre nosso futuro aqui. Nao ha como escapar.

    Sem falar que o raciocinio de se pensar apenas no seu país, um patriotismo como torcida de futebol, desconhece noçóes de solidariedade mundial.
    Povos como os iraquianos, por mais distantes e islamicos que sejam, fazem parte da legiáo dos fudidos do mundo como nós (embora finjamos que náo somos, tanto).

    Nao que Kerry fosse fazer grandes diferenças. Mas a essa altura qualquer pequena diferença já é crucial.

    Li varias analises de brasileiros considerando que a vitoria de Bush seria melhor pro Brasil, pois, por exemplo, Kerry seria mais protecionista, atrapalhando nossas exportaçoes.... uma linha que beneficia a quem? As grandes empresas? O economicismo?


    2. vento que venta lá venta cá

    outra ligação entre eleições lá e cá:
    a onda de retrocesso e fanatismo em cuja vaga vem de roldão os evangélicos fanáticos quebra também em nossas praias
    vide o garotismo

    as proprias seitas evangelizadoras foram importadas de lá
    (e implementadas por eles?)


    3. em boca de urna fechada nao entra mosca

    outra sacaneada que me deram foi que tambem cai no "conto do zogby"
    publicando ao cair do feriado previsoes favoraveis a John Kerry.
    as quais, infelizmente - e bota infelizmente nisso! - não aconteceram.

    algumas hipoteses:
    a. a pesquisa adotou metodos falhos e estava errada.
    b. a pesquisa estava certa (Kerry bem na frente no colegio eleitoral) e houve uma roubalheira maciça desvirtuando grande parte dos votos da população
    c. foi mais um dos truques sujos da troupe republicana, comandada pelo ardiloso Karl Rove, que ao trombetear um ja-ganhou democrata
    mobilizou na ultima hora republicanos que normalmente ficariam em casa coçando o saco diante da TV
    para impedir a vitoria da besta-fera-liberal
    e deixou os democratas mais soltos e bestamente confiantes


    4. não ao lamento, reforce o movimento

    agora é catar os cacos (mas não usa-los pra cortar os pulsos, gente!)
    o primeiro mandato do bush, com suas exorbitancias autoritarias, de uma sacudida em certa parcela da america adormecida.
    os movimentos de protestos voltaram. o yupismo auto-centrado está cedendo a uma gente mais preocupada (radical-chic como sempre, entretanto).

    com mais quatro anos desta insânia isto deve se intensificar.
    se terá resultados concretos mais do que gritarias, é coisa a ver.


    5. o mundo é um moinho. vai triturar seus sonhos tão mesquinhos.

    o consolo (?) é a maldição do segundo mandato.Foi na ganancia de estender demais seu tempo de poder que imperadores recentes como Reagan e Nixon se ferraram. Nixon passou o segundo mandato quase todo paralisado pelo Watergate. Mesmo Carter sofreu seu grande escandalo num segundo mandato. Aqui, FH entraria pra Historia com muito mais cacife se não tivesse um segundo (e pífio) mandato (inclusive com as falcatruas visando sua re-eleição).

    Bush agora vai ter que terminar a merda que começou no Iraque, se enfiando cada vez mais no Grande Atoleiro. A economia deterioria,apesar de conservar o poderio, sem mencionar que seu proprio sede de poder, sua loucura imbecilizante e os devarios autoritarios de sua corja podem provocar crises novas que nem surgiram.

    Por enquanto a coisa parece boa é para Hillary Clinton. Se o sistema eleitoral sobreviver até lá. E o rolo compressor de fraudes puder ser desmoralizado.



    6. fé demais não cheira bem

    mas isso são raciocinios pollyanescos ao conformarmo-nos com o inevitavel.
    na verdade as trevas se aproximam. a barbárie uiva nos portões.

    a vitoria de bush não é só o da claque de neo-conservadores. o mais chato é a levantada de moral no moralismo que se alevanta

    o poder desenfreado dos porta-vozes da imbecilidade moronica caracteristica do americano medio, embasados por um deus que justifica-lhes tudo e a auto-suficiência que a arrogância da força alimenta.



    Tenho um jogo de tabuleiro muito legal,
    criado pelo genial Tom Wham, editado por Steve Jackson,
    chamado Labirinto de Mertwig. Nele, perambulando por uma terra muito engraçada repleta de aventuras, costuma-se deparar com monstros aleatórios. Você puxa uma carta e lá vem determinado bichão pra tentar lhe papar.
    Em algumas circunstancias, além do tal monstro (que tanto pode ser um blefe engraçado quanto um demonio destruidor) ouve-se a frase fatal "que vem acompanhado de..." .
    Isso significa que o inimigo a combater ainda vem acompanhado de outra carta, que pode ser mais pauleira, e este por sua vez tambem pode vir vinculado a outro....

    Puxamos a carta da Besta (George Bush)
    mas ela vem acompanhada de... Rumsfield! Condoleeza! Cheney! Rove!
    E esses ainda vem acompanhados de... uma turba de rednecks fundamentalistas!!

    Pior do que a re-eleição de Bush é ler que tres dos republicanos que estarão agora no Senado defendem a pena de morte para quem decide fazer aborto! Dois dos recem-eleitos senadores (republicanos tambem) tem como plataforma a demissão sumária de todos os professores homossexuais dos EUA!

    Sei não, acho melhor correr do que arriscar nos dados contra tal legião.
    Deve ser por isso que o Canadá já recebeu 150 mil pedidos de asilo de americanos desde o resultado das eleições.

    Leitura recomendada urgente: A Historia da Aia, de Margaret Atwood.



    7. a história conta a historia

    quando sairam os primeiros resultados eleitorais bati o olho nos mapas dos sites e percebi claramente talvez a coisa mais importante dessa eleição:
    a divisão entre estados democratas e republicanas
    entre o azul e o encarnado deste bomba-meu-boi
    é exatamente a mesma da Guerra Civil Americana entre 1860 e 1865.

    Os estados da União (cuja cor era o azul) são estes pintados em azul no mapa eleitoral. Os Confederados e seus aliados são estes agora republicanos. A União de Lincoln (que era inclusive republicano) era estes estados no Norte e das costas Leste e Oeste.
    A diferença são um bando de estados no meio da america
    que na época não existiam oficialmente (e agora quase todos tambem pro-Bush).

    Sao dois países profundamente cindidos e com enormes diferenças entre si. Deveriam ter se separado naquela época. Mantidos à força, conseguiram conviver em alguns momentos (principalmente durante as grandes e algumas pequenas guerras) mas podem estar se acentuando disparidades inconciliáveis.

    industrial x rural
    moderno x conservador
    sindical x feudal
    etc

    É interessante observar como a questão do escravagismo - assim como no Brasil - continua irresolvido, com suas cicatrizes de discriminação racial (agora,lá, contra os imigrantes) e de opressão social e desenraizamento.
    Como foi um elemento impactante na historia dos países americanos e continua cindindo através dos tempos.

    E, sim, a Guerra Civil não foi só em torno de escravos,eram duas concepções de cidadania opostas, ainda vivas século e meio depois.



    8. a vida em tempo real

    eu gostaria de fazer um comentário ainda sobre a cobertura da globonews, a opção de quem tem transmissao a cabo, e nao entende ingles, para acompanhar a apuração dos votos e o resultado dessa eleição. voces viram?

    foi muito anunciado que estariam ao vivo direto a noite toda,
    que estariam com equipe inclusive nos EUA
    mas basicamente foram horas e horas de duas apresentadoras e um analista convidado
    por que não variaram pelo menos os convidados?
    por que não fizeram uma mesa redonda para animar mais a noite longa?
    era só falação, nao tinham ideografia, nem ao menos o mapa habitual das demais transmissões para irem mostrando o desenrolar dos numeros? nenhum gráfico!

    naqueles momentos o importante era a divulgação dos resultados, as parciais, as pesquisas, mas o tom da cobertura era analítica, com o convidado discorrendo sobre questões teoricas, re-engatando pela enésima vez, por exemplo, a discussão sobre qual candidato seria melhor pro brasil.

    foi como uma transmissão de uma partida de futebol onde ao invés de narrar o que acontecia em campo, com os gols e lances do jogo, os narradores ficassem discutindo o que vai acontecer depois no campeonato, a classificação dos times conforme cada possibilidade de resultado, etc.

    A Globo tambem fez muito farol de ter jornalistas e apresentadores diretos dos EUA e pouco fez uso disso. Nos dias anteriores houve bons destaques para o clima eleitoral mas na apuração propriamente dita, nada. Continuou passando seus filmes noturnos e nas madrugadas porque a grade da Globo,voces sabem, é imperturbável.



    9.
    finalmente, aquilo que escrevi durante toda a campanha:
    um dos grandes vitoriosos de tudo isso foi o formato blog.

    os blogs - profissionais ou não, jornalisticos ou não - trouxeram vários furos, tiveram influencia importante sobre acontecimentos como o ponto eletronico ou o passado militar de Bush, deram um banho na divulgação da votação.
    Cada vez mais a imprensa tradicional incorpora nomes do universo blog como comentaristas, ou cria seus proprios blogs.
    E o publico que quer realmente saber das coisas sabe onde procurar: a internet.

    Espero que isto não seja tambem o inicio de um processo de desvirtuamento.


    10
    agora um comentário pessoal, desprovido de fundamentos racionais (ou não):
    aquela cara do Bush, a expressão de idiotia programada, o sorrisinho ironico, a arrogancia, os arroubos religiosos, a fala-clichês... isso vai ser duro de aturar!


    e o blog0news continua…
    visite a lista de arquivos na coluna da esquerda
    para passear pelos posts passados


    Mas uso mesmo é o

    ESTATÍSTICAS SITEMETER